27 de maio de 2011

Que porcaria...

Enquanto Ouço a canção de ouro “paciência” imagino como o mundo às vezes é podre, com lideres implacáveis que se chamam de pastores, com governantes tão sujos, às vezes me sinto nadando no meio da sujeira de todos eles, penso em quantas vezes eu compactuo com toda essa porcaria imunda, e tenho uma ponta de raiva, nada demais. Sabe, tirei meus óculos cor de rosa á duas semanas. O que parecia belo e infinito me assaltou com realidade e humanidade finita. Senti meu espírito sendo quebrado, e a minha alma desperdiçada num meio confuso e louco que me passou a impressão de normalidade enquanto eu fingia ter paciência. Tive vontade de socar faces, espremer pescoços e gritar com pessoas. Mas eu sei a vida é tão rara. Ainda me custa acreditar que a vida esteja me pedindo pra não sonhar muito. Porque até pra isso é preciso equilíbrio? Eu achava que se eu sonhasse pra valer, que se eu sonhasse bem e grande, que se eu pedisse com fé: “me atende, me atende, me atende”, achei que teria tudo que havia colocado no papel; mas “hello” realidade, trabalho duro, esforço, suor, paciência e amor, nem são tudo, às vezes pra termos o fim que desejamos, ainda dependemos da realidade, trabalho duro, esforço, suor, paciência e amor de outras pessoas. Felicidade é uma decisão minha, porém pode ser que eu não consiga fazer alguém feliz. Então a vida me assalta me mostrando a sociedade toda quebrada e corrupta e devo admitir isso não melhora meu humor. E devo acrescentar isso não ajuda a minha fé. Fico presa dentro de mim, imaginando quando tudo acaba, quando eu começo a ser o que pensei que seria e vejo a vida me lavando pra longe dos meus sonhos encantados. Carreira, casamento, família, às vezes parece que nunca vou chegar a lugar algum. Tento reunir os pedacinhos que me restaram, fico me catando depois de ter sido tão quebrada, e vejo que ainda me faltam pedaços. Lembro da história das cerejeiras tão tristes no inverno e fico esperando a primavera. Enquanto isso, critico o governo, os clérigos, os ministros da fé, exploradores, me dedico a eles, os implacáveis, que olham apenas para seus umbigos estufados, são impiedosos, eles não apascentam, não curam, eles exploram, eles roubam a ovelha magra e consomem a gorda, olhe para uma igreja doente e você verá um pastor gordo e estufado, comendo um pedaço de pernil como um glutão insensato. Ele tem plano de saúde e não visita a doente, ele tem “caviar” na dispensa e as ovelhas apenas o fubá da cesta chorada que recebem da igreja. Se não fosse pelos poucos interessados no bem estar da ação social, elas já teriam morrido, por isso não critico algumas ovelhas que agem como lideres, estamos lambendo as feridas uns dos outros porque os falsos pastores estão interessados em lamber e degustar o que ganham à custa do povo. Quanta corrupção, e somos coniventes com roubos e propinas, apoiamos largamente tudo àquilo que ganhamos... Ora não estamos roubando, nos foi dado, o que nos foi dado, não é roubado, vale á pena explicar direitinho. Governantes corruptos apoiados por ministros da fé... Corja. Não sei quem é o sujo e o mal lavado. Não consigo distinguir tamanha a porcaria que enxergo. Então... Esse é o mundo sem precedentes, essa é a minha crítica azeda e esse é o mundo que vivemos. Oremos, mas não por misericórdia, e sim por juízo.
 Ezequiel 34 _ Bíblia Sagrada
"1  E VEIO a mim a palavra do SENHOR, dizendo:
2  Filho do homem, profetiza contra os pastores de Israel; profetiza, e dize aos pastores: Assim diz o Senhor DEUS: Ai dos pastores de Israel que se apascentam a si mesmos! Não devem os pastores apascentar as ovelhas?
3  Comeis a gordura, e vos vestis da lã; matais o cevado; mas não apascentais as ovelhas.
4  As fracas não fortalecestes, e a doente não curastes, e a quebrada não ligastes, e a desgarrada não tornastes a trazer, e a perdida não buscastes; mas dominais sobre elas com rigor e dureza.
5  Assim se espalharam, por não haver pastor, e tornaram-se pasto para todas as feras do campo, porquanto se espalharam.
6  As minhas ovelhas andaram desgarradas por todos os montes, e por todo o alto outeiro; sim, as minhas ovelhas andaram espalhadas por toda a face da terra, sem haver quem perguntasse por elas, nem quem as buscasse.
7  Portanto, ó pastores, ouvi a palavra do SENHOR:
8  Vivo eu, diz o Senhor DEUS, que, porquanto as minhas ovelhas foram entregues à rapina, e as minhas ovelhas vieram a servir de pasto a todas as feras do campo, por falta de pastor, e os meus pastores não procuraram as minhas ovelhas; e os pastores apascentaram a si mesmos, e não apascentaram as minhas ovelhas;
9  Portanto, ó pastores, ouvi a palavra do SENHOR:
10  Assim diz o Senhor DEUS: Eis que eu estou contra os pastores; das suas mãos demandarei as minhas ovelhas, e eles deixarão de apascentar as ovelhas; os pastores não se apascentarão mais a si mesmos; e livrarei as minhas ovelhas da sua boca, e não lhes servirão mais de pasto.
11  Porque assim diz o Senhor DEUS: Eis que eu, eu mesmo, procurarei pelas minhas ovelhas, e as buscarei.
12  Como o pastor busca o seu rebanho, no dia em que está no meio das suas ovelhas dispersas, assim buscarei as minhas ovelhas; e livrá-las-ei de todos os lugares por onde andam espalhadas, no dia nublado e de escuridão.
13  E tirá-las-ei dos povos, e as congregarei dos países, e as trarei à sua própria terra, e as apascentarei nos montes de Israel, junto aos rios, e em todas as habitações da terra.
14  Em bons pastos as apascentarei, e nos altos montes de Israel será o seu aprisco; ali se deitarão num bom redil, e pastarão em pastos gordos nos montes de Israel.
15  Eu mesmo apascentarei as minhas ovelhas, e eu as farei repousar, diz o Senhor DEUS.
16  A perdida buscarei, e a desgarrada tornarei a trazer, e a quebrada ligarei, e a enferma fortalecerei; mas a gorda e a forte destruirei; apascentá-las-ei com juízo.
17  E quanto a vós, ó ovelhas minhas, assim diz o Senhor DEUS: Eis que eu julgarei entre ovelhas e ovelhas, entre carneiros e bodes.
18  Acaso não vos basta pastar os bons pastos, senão que pisais o resto de vossos pastos aos vossos pés? E não vos basta beber as águas claras, senão que sujais o resto com os vossos pés?
19  E quanto às minhas ovelhas elas pastarão o que haveis pisado com os vossos pés, e beberão o que haveis sujado com os vossos pés.
20  Por isso o Senhor DEUS assim lhes diz: Eis que eu, eu mesmo, julgarei entre a ovelha gorda e a ovelha magra.
21  Porquanto com o lado e com o ombro dais empurrões, e com os vossos chifres escorneais todas as fracas, até que as espalhais para fora.
22  Portanto livrarei as minhas ovelhas, para que não sirvam mais de rapina, e julgarei entre ovelhas e ovelhas.
23  E suscitarei sobre elas um só pastor, e ele as apascentará; o meu servo Davi é que as apascentará; ele lhes servirá de pastor.
24  E eu, o SENHOR, lhes serei por Deus, e o meu servo Davi será príncipe no meio delas; eu, o SENHOR, o disse.
25  E farei com elas uma aliança de paz, e acabarei com as feras da terra, e habitarão em segurança no deserto, e dormirão nos bosques.
26  E delas e dos lugares ao redor do meu outeiro, farei uma bênção; e farei descer a chuva a seu tempo; chuvas de bênção serão.
27  E as árvores do campo darão o seu fruto, e a terra dará a sua novidade, e estarão seguras na sua terra; e saberão que eu sou o SENHOR, quando eu quebrar as ataduras do seu jugo e as livrar da mão dos que se serviam delas.
28  E não servirão mais de rapina aos gentios, as feras da terra nunca mais as devorarão; e habitarão seguramente, e ninguém haverá que as espante.
29  E lhes levantarei uma plantação de renome, e nunca mais serão consumidas pela fome na terra, nem mais levarão sobre si o opróbrio dos gentios.
30  Saberão, porém, que eu, o SENHOR seu Deus, estou com elas, e que elas são o meu povo, a casa de Israel, diz o Senhor DEUS.
31  Vós, pois, ó ovelhas minhas, ovelhas do meu pasto; homens sois; porém eu sou o vosso Deus, diz o Senhor DEUS."
Bjus bjus
Postar um comentário