17 de setembro de 2011

Corações em agonia

A agonia é o sentimento mais devastante que eu conheço, ela deixa seu coração sufocado, remexido, inquieto, sem consolo. Faz com que as coisas pareçam rudes, as pessoas distantes e a vida sem valor. E as vezes, Deus fica parecendo sádico, sei que é feio dizer isso, mas só parece. Na verdade ele não é. Deus sabe o que faz, se nós soubermos ouvir sua voz. Mas as vezes ele nos testa, testa nossas percepções, intenções. E usa situaçãoes específicas. E nem sempre saberemos por que algo aconteceu da forma que aconteceu. Deus parecerá distante, mas o que parece na verdade não é, ele estará sempre por perto, mas terá que desempenhar o seu papel de pai, na hora que tiver que corrigir, na hora que tiver que amar. Na hora que tiver que tirar, na hora que tiver que dar. Ele sempre será pai, isso é imutável. Por isso, descanse na hora que tiver pra descansar, ore quando se sentir fraco e forte, persista mesmo que não faça sentido. Lute mesmo que pareça tudo vazio, perdido demais e sem sentido. Que seus braços sejam os braços de Cristo, abraçando as causas da cruz. Que sua voz seja a voz de Cristo, dizendo aquilo que ele disse. Que seus passos sejam os passos dele, guiados por ele, supridos por ele, amados por ele. De todas as ciosas que Cristo poderia fazer se andasse entre nós e de todas as coisas que ele faria que poderiam ser imatadas, eis uma única, que nos limpa de toda angústia que nos lava de todo pecado... "a ninguém devais nada, a não ser o amor". Deus não pode resistir a um coração como o nosso, enlutado pela vida, carregado de fé e arrependido. Das muitas coisas que eu vi nesses últimos dias, nessa guerra toda, eu só foquei em uma coisa, a fidelidade de Deus, ele não me deixou perdida, um minuto se quer, mesmo que a vida nos deixe tontos com seus bombardeios, mesmo que situações catastróficas se repitam como se fossem sendo revividas, Deus sempre nos ancora em sua presença, sempre nos trazendo pra sua realidade, abrindo nossos olhos não para o aparente, mas para seu propósito. Hoje eu vejo propósito nos acontecimentos, não foram necessários, muitos deles eram dispensáveis, mas havia propósito em renunciar, por que sem a renúncia não havaria o milagre. Deus não pode restituir tudo até que eu realmente perca tudo. Então, pra ter tudo novo de novo, é necessáro renunciar as coisas velhas do passado que nos cerca tão perto. Por isso, hoje, assumi um coração liberal, que abre mão de coisas que antes me eram tão raras. Por que o melhor de Deus.. AINDA ESTÁ POR VIR. A angústia faz parte do processo, e vai passar tão logo aceitemos o penoso trabalho que Deus já nos fez: "Sua morte lá na cruz.. não consigo entender.. mas vejo este túmulo vazio e uma voz a proclamar.. por que procuras entre os mortos quem vivo está" Está palavra é profética para nós, as vezes procuramos nossa cura, nossa paz e nossa salvação de uma situação, numa coisa que já está morta, nossa vitórtia, não acharemos num túmulo vazio, em lugar que guardou morte, ACHAREMOS NO JARDIM, como descreve o livro de Cantares de salomão.. "O meu amado é meu, e eu sou dele; ele apascenta o seu rebanho entre os lírios." Acharemos a cura de nossas angustias quando olharmos para Cristo e reconhecermos a sua preciosa voz, aquele que tiver ouvidos para ouvir... ouça!

Receeeebaaaaa!
Postar um comentário