1 de novembro de 2011

O poder do Perdão... e um coração que se doa...

"Perdoar é olhar para o futuro, mesmo que o passado tenha sido mal, mesmo que o presente não aponte para o melhor e ainda assim, ter fé. "

A imagem que eu tive do perdão essa semana, foi essa, a imagem de um coração que se oferece. Seja pra doer pra valer, seja pra ser feliz de vez. E estou franca e invariavelmente me preparando para o impacto profundo. Por que tem perdão que é assim, estar pronto pra viver longe aceitando que algumas pessoas não te querem por perto, ou estar pronto pra viver por perto, mesmo sabendo que não é amado, aceitando que nem tudo na vida é como você espera. Mas espera, a fé não é certeza das coisas que se esperam? Eu tenho fé nas situações que podem mudar, e tenho fé nas mudanças que podem acontecer. Hoje pela manhã, eu fui confrontada. Tem dia que a gente precisa reclamar não é? Não que precisemos de fato, mas é que acontecem tantas coisas, que se não dermos uma reclamadinha a gente não sossega, eu dei um recladadão  ás 5:30h da madrugada . Eu já estava dizendo pra Deus: "Está brincando comigo!" E bom, saí correndo pra trabalhar dizendo, "Hey Deus, a coisa não está boa.. não está nada bem, o Senhor não está vendo? Qual é divino!?" Encontrei com uma amiga, mais velha do que eu, mais esposa do que eu e mais mãe do que eu. Me perguntou por que meu nariz estava vermelho e se estava tudo bem. Eu respondi que não era a Sunamita e que não tinha necessidade de dizer que tudo estava bem, então ela carinhosamente me lembrou que essa é apenas uma leve e momentânea tribulação, eu ainda ando, falo e vejo. Então, o que tem haver com perdão? Calma que eu já chego lá. Tem dias que a mulher  que nos tormamos, se choca contra  a "menina- princesa" que temos lá no fundo e ambas fazem bico, e não é diferente com os homens, somos bem tendenciosos ás vezes. Paulo narra em 1 ª Coríntios 13 sobre o amor, e ele diz que não adianta fazermos grandes coisas sem o amor, e ele nos conta com certa exatidão como o amor se parece, ele diz que o amor é sofredor, me lembro, de quando leio, pra mim parece como uma canção, uma canção difícil de ser vivida.
Então, diante de tanta coisa essa semana eu me vi atrelada a este amor, e impedida de vivê- lo por causa do perdão. Existe um perdão dentro de mim a ser concedido. Não é ortodoxo ouvir de alguém como eu, algumas pessoas se chocam com as falhas alheias. Mas prosseguindo, Deus me lembrou pra não nos conformarmos com este mundo, bom eu vivo neste mundo e a minha tendência como ser humano, pra me defender,  é me  tornar infantil, batemos o pé e fazemos birra, argumentamos contra coisas e pessoas com argumentos sem peso algum, mas 1ª Co 13, diz que há um tempo, um tempo em que somos "meninos e meninas" e vemos e agimos como tal, mas um dia Deus nos esclarece, então deixamos as coisas inerentes ás princesas e príncipes mimados que existem dentro de nós. Minha conclusão não é lá grandes coisas, ainda não sei como perdoar quem eu devo perdoar,  sei que preciso, sei que necessito, sei que quero e sei que vou,  mas como perdoar e não conviver? Como perdoar e manter longe? Bom esse tipo de perdão não existe, lembro de José, após toda problemática com seus irmãos ele os abençoa e coloca nomes interessantes em seus 2 filhos.. Manassés "por que Deus me fez esquecer de todo meu trabalho e da casa de meu pai",  e Efraim "por que Deus me fez prosperar na terra da minha aflição", então, acredito que os treze anos que separam José de sua família não foram vãos, foram anos de "perdão concedido"  José precisava deixar as coisas de menino, precisava tornar- se um homem pronto para o amor. Porém, não estar pronto para amar e perdoar não significa não ter caráter, só significa que passaremos por lugares que nunca imaginamos, para um propósito que nunca havíamos buscado. JOSÉ podia imaginar onde Deus o levaria por causa de uma afronta? Seus irmãos foram instrumentos de Deus para uma grande salvação. Entendi minha tarefa desta semana. Me ensine a "te" perdoar não funciona, não devemos esperar alguém nos ensinar a perdoar, o perdão virá e quando menos esperarmos, a exaltação virá na terra de nossa aflição e Deus nos colocará frente - á - frente com quem devemos perdoar, e alí provaremos de seu amor. Meu coração se acalmou por hora... Está mais leve por que o princípio deste perdão me fez ver a vida com um pouco mais de beleza e um pouco menos de aflição. Então é isso! Essa é a parte que aprendi hoje, gostaria de expressar exatamente a glória que estou sentindo, mas por hoje ainda não sei expressar em palavras, então, quando a lição for aprendida por inteiro eu conto pra você!
 A única coisa que sei dizer é que sinto um enorme e inesplicável desejo de me doar... doar sem saber ainda exatamente o que!!!

Seja pra doer pra valer, seja pra ser feliz de vez.. Mas seja bem- vindo outra vez!

Bjus Bjus
Postar um comentário