10 de agosto de 2013

infinitas possibilidades

[Agora que eu cumpri meu tempo
Eu preciso seguir em frente e preciso que você tente]
Eu sei que o mundo não gira só pra mim e que um recomeço meu bem pode ser um recomeço nosso, ou não, são escolhas diárias, cada um mata o coração da maneira que pode; mas recomeços podem ser coletivos, abraçados, solitários, cheios de adeus ou apenas descolados. O tempo sempre nos mostra possibilidades... Pequenas frestas pra estancar as feridas feitas pelo tempo em que não sabiamos viver... É fácil ouvir o tic tac da casa sozinha quando penso em tudo que podia ser e não fomos. Ouço a nossa música e ainda me vejo naquela cena. [A caminho de casa eu percebo que,
há algum tipo de tempestade em seus olhos, só velada por um discreto disfarce]. Não sei dizer em que momento perdi seu sorriso, você foi sem dar muita explicação, mas ainda sinto seu perfume quando o vento vem tocar meu rosto molhado. No meio de infinitas possibilidades, por que eu fui enxergar logo você? [Você diz que ações falam mais alto, mas há algo em suas palavras, que machuca]. Ouvi a outra música, falava de perdão, perdão por não ser quem? Quem você acha que eu estava a esperar? Pois eu esperei você e ficamos sem um adeus. [Nunca lhe pedi para mudar, mas, infelizmente, você não sente o mesmo sobre mim]. Não tive medo de perder, mas morri de medo de não poder esconder o coração que batia nos olhos, tudo que eu queria era ir pra casa... segura, longe do que pudesse me perturbar, do que me fizesse chorar. Papai estava certo... "você não precisa passar por tudo minha menina, me deixa te proteger'... Quem nos ama não pode nos proteger das nossas infinitas possibilidades pra sempre, um dia chega a hora de brilhar ou cair, então, eu ainda me pergunto, será que a mão dele ainda tremeria ao tocar a minha? ... [Eu me pergunto, Se seu homem ainda treme ao tocar sua mão]... ainda há paixão, ainda sinto seu perfume... mas nós estamos sem despedidas... ainda sei que você está aí do outro lado, olhando minha fotografia, imaginando as possibilidades. Ainda é tarde pra acabar tudo de vez, mas pode ser cedo pra recomeçar outra vez, eu não sei, não sou dona das verdades. Fico com o verso da música.. [Roupas sobre a cama, tão tarde e eu sou o última, ainda esperando você para trancar a porta]... Nunca soube colocar pontos finais, mas, [Agora que eu cumpri meu tempo
Eu preciso seguir em frente e preciso que você tente, porque estamos sem despedidas]. Mas olha, ainda há infinitas possibilidaes, não esgotamos tudo;

[Out Of Goodbyes Maroon 5 feat. Lady Antebellum]
Juliane Schimel de Magalhães
Postar um comentário