7 de maio de 2015

Castelos de areia


Quando você estiver cansado de construir castelos de areia, quando suas mãos estiverem machucadas demais por quebrar tantas pedras, quando você não quiser mais encarar ninguém e seu corpo estiver cansado demais da vida, quando cada passo dado causar um cansaço e um peso a mais na alma, ...lembre- se dos sorrisos que já foram dados por coisas tão simples. Quando o mundo inteiro pesar complicadamente contra suas costas e isso drenar todas as suas forças.. lembre- se daqueles que te amam, existem pessoas que agradecem por você respirar. O amor é a força mais poderosa do mundo. Ele é o vínculo da perfeição quando tudo parece escuro demais e confuso demais. Ele é a força que brilha antes de cairmos no abismo. Ele pega em nossas mãos cansadas e nos salva. Nos momentos em que não conseguimos erguer nossa cabeça e lutar, bem, isso não é uma vergonha, não querer é diferente de não conseguir. É nessa hora que a vida nos apresenta uma chance. Uma razão. Então descobrimos que embora não tenhamos tudo, ainda temos o bastante pra fazer uma prece e agradecer. Por que embora a vida inteira seja dura, ela também é breve demais pra ser gasta num mar de dores. Então sorria, e mesmo que a felicidade não seja uma completa verdade, lute, lute até que seja. E quando for, agarre, agarre com as duas mãos e viva isso, e não importa o que aconteça, nunca solte. E não importa se caminhada for solitária e a rua estiver vazia, não guarde seu coração numa caixa, continue com ele nas mãos, por que é como me disse uma sábia mulher: "filha, um dia alguém vai aparecer e vai, além de nós que já te amamos, merecer tudo de bonito que você tem dentro dele." Ela me disse isso por que ela achou a felicidade... e nunca mais largou. Ela não olhou as circunstâncias, ela foi feliz e nunca olhou pra trás.
Postar um comentário