23 de fevereiro de 2017

Dicas de alimentos anti inflamatórios





Olha que bonito, peguei uma lista de alimentos fáceis de achar, baratos, anti inflamatórios e o principal, saudáveis! Se vocês gostarem dessa postagem, vou investir em mais posts saudáveis, pela coluna Recomendo! Vem, vamos conferir:


Abacate:

O abacate possui em sua composição o beta-sitosterol, uma substância que tem ação anti-inflamatória em nosso organismo, fazendo com que as células exerçam melhor suas funções. Além disso contribui também na diminuição de rugas precoces e também a celulite.


Soja

Muitos estudos sugerem que as isoflavonas encontradas em vários produtos de soja podem ajudar a baixar os níveis de Proteína C Reativa, um marcador que, quando presente no sangue, indica que há algum processo inflamatório acontecendo. Ainda, esses estudos comprovam que elas ajudam a diminuir os efeitos negativos da inflamação nos ossos e coração de ratinhos saudáveis.


Peixes

Os que funcionam para baixar a inflamação são os mais ricos em óleos naturais, como o salmão, atum e sardinhas. A grande quantidade de ômega-3 nesses peixes é o que faz a inflamação diminuir. Para funcionar, porém, ele precisa ser preparado de maneiras saudáveis, sem adição de sal e sem ser frito, e várias vezes na semana.


Brócolis

Os sulforafanos presentes no brócolis estão entre os melhores compostos naturais para combater doenças. Ao lutar contra elas, combatem a inflamação exagerada do sistema imune. Pra quem não gosta de brócolis, o repolho também tem as mesmas propriedades. A Vit C desses alimentos também é um agente anti inflamatório e ajuda a diminuir a Proteina C Reativa em até 45%.


Vegetais de folhas verde escuras

Alguns estudos dizem que alimentos como espinafre e rúcula, por conterem muita Vitamina E, conseguem controlar moléculas pró-inflamatórias chamadas citocinas. Assim, a inflamação não chega nem a acontecer.


Nozes

Além de ajudarem a combater a inflamação, os antioxidantes das nozes colaboram com a reparação dos tecidos que foram danificados por ela. Junto com os peixes e os vegetais de folhas verdes, elas fazem parte da Dieta do Mediterrâneo, que é mundialmente conhecida por abaixar os níveis inflamatórios do organismo em até 6 semanas.


Laticínios com pouca gordura

Quem tem intolerância a lactose ou alergia a caseína presente no leite não devem consumir esses produtos, mas aqueles que toleram bem o leite podem contar com esses alimentos para combater a inflamação. Os iogurtes, grandes representantes desse grupo, contêm probióticos que diminuem a inflamação do sistema gastrointestinal.


Tomates

Eles contêm licopeno, que ajudam a combater a inflamação dos pulmões e de outras partes do corpo. O melhor é que os tomates cozidos e preparados têm maio concentração desse composto, isso quer dizer que molhos também funcionam!


Beterraba

Não é só a cor que agrada na beterraba. Apesar do pigmento que dá a cor – a betalaína – ser por ele só um ótimo composto anti inflamatório, ela contêm muito antioxidante, Vitamina C e fibras, que ajudam também a proteger contra o câncer e doenças cardíacas.


Semente de chia

As sementes de chia além de possuírem ação antioxidante, também são ricas em ômega 3 e outros ácidos graxos. Como já abordamos em outro artigo aqui no Treino Mestre, esses tipos de lipídios também são anti-inflamatórios naturais e são encontrados em alimentos ricos em gorduras poli-insaturadas.


Gengibre e cúrcuma

É fácil incluir esses dois temperos com propriedades anti inflamatórias na dieta, certo? A cúrcuma, aquele tempero que dá ao curry sua cor amarela, mostrou aos cientistas que ajuda a “desligar” uma proteína que regula o sistema imune, a NF-kappa B, e assim, regula a inflamação.


Alho

O alho já é conhecido há muito tempo por seu poder em combater a inflamação e doenças. Ele funciona tão bem que a sua ação no organismo é comparável a medicamentos como o ibuprofeno, impedindo que as reações que levam a inflamação aconteçam no corpo.
Postar um comentário