16 de fevereiro de 2017

Sobre fazer Hot Philadelphia em casa, não faça.



Somos recém casados? Ainda não. Somos noivos? Sim. Estamos pronto pra casar? Certamente. Sabemos brigar sem gritar? Mas é claro, somos civilizados, meu Deus do Céu! Sabemos pedir perdão? ÓBVIO! Eu sei cozinhar? Lindamente. Meu noivo sabe cozinhar? Ele tenta. E um belo dia desses, nós tentamos fazer hot philadelphia. Os ingredientes são claramente caros. Uau! Porém, sempre vale a pena comprar salmão. Compramos meio Kg, lindo, adoro salmão. O Dan ficou responsável por fazer tudo, acho que pesquisamos umas 10 receitas. Qual seguir? Qual não seguir? Usar vinagre de arroz ou Não usar vinagre de arroz?! Eis a questão!? Deixem-me dizer que foi ele, esse lindo, que me ensinou a comer de hashi, tão paciente, tão bondoso, me fez adorar ainda mais essa comidinha japonesa que eu já gostava tanto. Mas fazer são outros 500. Não faremos de novo. Nós sujamos a cozinha e a mesa da sala de estar/jantar, aquele arroz japonês se mal manuseado, pode virar cola! Se a intenção dele fosse servir cru, seria perfeito! Nota 10, ele colocou o arroz na alga, cortou o salmão em tiras, colocou o cream cheese,... mas resolvemos empanar e fritar. Só posso dizer que não ficou nada parecido com o que encomendamos sempre dos nossos delivery's preferidos de sushi. O que posso dizer... ele ficou tão exausto que quando terminou, enfim, ele comeu e dormiu. Nós brigamos? Não, mas ficamos traumatizados e frustrados. Prometemos um ao outro que não iremos mais fazer sushi em casa. Vamos deixar para os profissionais diplomados. O que eu quero dizer, e que não foi tão romântico como comer pronto, vindo de um restaurante. E é isso. Outro dia a gente tenta cozinhar qualquer outra coisa e vou colocar a foto e a receita aqui! O que acham?






Postar um comentário