29 de março de 2017

É porteiro, ou é madame?

E não posso deixar de escrever sobre isso gente. Tem um marolento fumando maconha no meu prédio, igual um viciado, opa... espera... é. Eu não sei quem é, não sei de qual apartamento vem, mas eu sei que eu não posso deixar minha janela do quarto aberta, que o cheiro impreguina no quarto, que parece que eu to fumando o bagulho. Meu marido disse que viramos maconheiros passivos. Olha a minha cara:


Não gostei. Imagina, você com a casa limpa, cheirosa, e um indivíduo espírito de vício, fumando maconha o dia todo, mas sem exagero, é o dia todo, a gente já colocou um apelido quando o cheiro sobe, que é: "Olha o Bob Marleyyyy" e a gente fala alto, que é pra pessoa saber que a gente sabe o que ela faz! É horrível, tá? Fui cheirar as cortinhas do meu quarto hoje, e estavam com cheiro de marola, poxa gente, sacanagem. E não adianta você gritar na janela que você não é obrigada a sentir cheiro de maconha, que é aí que a pessoa fuma mesmo. E hoje não teve jeito, eu acabei de arrumar a casa, espirrei bom ar, passei pano no chão com desinfetante cheiroso, e o marolento do cheiro da maconha subiu, eu me decidi né!? Falei pro meu marido assim: "Vou lá na portaria", e fui, fui calma, fui elegante, fui sincera. Daí, é aqueles momentos, que você não sabe o que é pior e mais engraçado. O porteiro, estava ao celular falando a língua uma língua nordestina, que eu não entendi nada, não entendi nada, ele estava esparramado igual uma madame, conversando, e rindo, e liga pra um, e liga pra outro, e liga pra quatro, e lá se vai 10 minutos. Qual foi a cara que eu fiz?


Cara de "Dean te despreza, level hard, cadê minha faca de anjo". O que eu poderia fazer? Interromper? Mas ele estava igual uma madame, falando uma língua que eu não conheço... voltei pra casa, né mores. Voltei pro apartamento e tava o marolento fumando maconha e o cheiro empestiando tudo. Amanhã eu volto na portaria, vou levar uns biscoitinhos pra "madame" e um café, assim "ela" bate um papo comigo, e eu vou poder reclamar da desgraça que é essa marola invadindo minha casa. Olha pra minha cara de Carminha louca no limite da razão: 



É bom o porteiro entrar no prumo e esse "marola" se consertar com Deus. 

Postar um comentário