14 de março de 2017

Eu conheci o David Bowie na Moda



"Fora dos palcos sou um robô. No palco eu adquiro emoção. Provavelmente por isso que prefiro vestir-me como Ziggy do que como David." 

Sim, sim e sim. E achei a morte dele, ultrajante. achei sim, "volta David, droga". 

Eu sempre admirei as grandes grifes internacionais e consumidora de Vogue e Elle que sou, dei de cara com David, numa dessas revistas de moda (que eu tenho aqui em casa), tão icônico, tão originalmente louco de pedra. Descobri, na época que ele era referência pra tantas grifes que é impossível denominar todas neste humilde texto, no entanto, quem conhece o estilo de Bowie, é capaz de reconhecer qualquer ínfima particula de referência, em qualquer lugar. Ele passeou do Rock glamour de Ziggy Stardust, à influência no estilo Novo Romântico da década de 1980s. Um homem excêntrico e genial, de olhos bicolores. Ele também passou por uma fase de estilo cheia de neutralidade, minimalismo, o que é o que é chamado hoje, de genderless, que é a descaracterização, (ao meu ver), do gênero de certa roupa, que é uma filosofia que eu pessoalmente não abraço muito, porém confesso, já ter usado o estilo boyfriend, que foi uma coisa, que evoluiu até chegar no genderless, o estilo veio evoluindo através dos anos, mas não em conjunto com a mentalidade humana. Hoje, por exemplo, eu posso usar o mesmo corte de terno masculino (se for Europeu), e ainda assim me sentir muito feminina, e vice - versa. E o Bowie, trouxe isso com uma naturalidade, no minimalista, através de seus alter egos, o que não foi agressivo pra ninguém, pelo contrário, Ziggy Stardust, é a coisa mais genial que ele criou, junto com as outras "personas". Não se enganem, o listrado psicodélico, veio de Bowie (rs), junto com aquele famoso raio pintado em seu rosto. Quando eu dei de cara com o Bowie na revista, eu achei ele chocante, esfusiante e ultra moderno. Eu lamentei intimamente a morte dele, pelo fato de também estar lutando contra o câncer. O mundo perdeu uma mente louca e brilhante. Mas que teve a oportunidade de deixar um legado cheio de coisas lindas. Fica aqui o meu respeito, a essa grande inspiração que foi o Bowie. 

P.s.: Aguardem mais de Bowie. Aqui no Blog. 
Postar um comentário