4 de março de 2017

Faxina e afins




Comece varrendo a culpa desnecessária e foque apenas na essencial. A culpa ás vezes tem seu lado bom. Ela pode desviar barreiras e amolecer as pedras que você tem por dentro. Depois, se arrependa de algumas coisas, não se negue a chance de se refazer. O arrependimento é um bom xarope para a tosse do orgulho. Ao olhar seu passado, enxergue bem seus traumas e tente ver todas as voltas por cima que você deu. E se não deu, comece agora.


Ao encarar se no espelho, não veja os anos passando como se a vida estivesse sendo rude com você. Porque ela geralmente não te dá nada que você não tenha plantado.


Vamos falar sobre merecimento. Pode até ser que mereçamos algo, pode ser que desejemos, pode ser que nossos sonhos se realizem, para todos os efeitos haja sempre como se estivesse sendo agraciado, como se realmente não merecesse. Não haja com a simplicidade de quem rejeita, mas com a simplicidade de quem se surpreende. Aceite os bens que você possui na vida, não haja como se fossem fardos. Coisas são substituíveis, pessoas são necessárias. Todo conhecimento do mundo, toda sabedoria e ciência, o fogo, a água, nada pode contra o amor, apenas o coração. Ele que é enganador e duro. Então no meio deste caminho, perdoe. O perdão é uma virtude dos fortes. O perdão que cabe á você mais ninguém empenhará. E para quê definhar quando é mais fácil abrir mão e ceder? Aprenda que algumas coisas estranhas acontecem na vida, e elas não duram, exatamente porque te ensinam a lidar com as duradouras. Não é tão ruim quanto parece! Pode ser pior se você optar por gastar suas "7 vidas" em amargura ao invés de investir em sorrisos independentes. Ao olhar no olhos de alguém, leve em conta as leves desconfianças, se você não conhece, logicamente, esteja numa pequena dúvida, deixe- se descobrir quem as pessoas são, afaste os rótulos sociais, mergulhe fundo. Nunca se impressione com a primeira impressão, e nem se apaixone a primeira vista. Mas, se impressione todos os dias e apaixone- se a toda hora, nem que seja pelas mesmas pessoas. Existe alguma coisa pior que rotina? Penso que sim, pior que rotina é procurar- se todos os dias e nunca se achar. Mas a rotina também não é propriamente boa, por que se você conhece algo e se acostuma, pode ser que nunca visualize o todo. Aventuras são boas desde que não sejam constantes. O sossego também perturba, assim como o som pode parecer silêncio e o silêncio, barulho. Ambos podem fazer o tímpano doer. As vezes é necessário voltar ao início pra poder chegar ao final. As vezes o início é o melhor final. Voltar pode ser complicado, no entanto, quando trata- se de lembrar- se de onde veio, dependendo da origem fica fácil saber porque ainda não acabou. Tem gente que "se acha", esse são bons exemplos que não devemos seguir. Quantas vezes você errou não é importante. Quantas vezes você concertou é importante. É bom remover as reservas de medo e encher as prateleiras com confiança e um pouco mais de fé. Segunda coisa sobre olhar nos olhos de alguém: leve em conta que seus olhos também são espelhos da alma. Segunda coisa sobre faxina: varra de dentro de você a raiva, mas saiba que em certas horas terá de cultivar a ira, focando no lugar certo, você vence, por que a ira pode ser uma garra saudável. Em qual lugar focar a ira? No trabalho duro, na defesa de algo que você crê. Nunca nas pessoas. Nunca em você. Ire se, mas mire nas coisas. Tenha princípios, regras, mas abandone a dureza, deixe- se leve, seja livre. Respire aliviado, tome o xarope da moderação. Sobre as pessoas: não pare frente as incompreensões. Seja extraordinário. Mude. Volte. Cresça. Avance. Renove. Esvazie. Não há convite maior á vida do que viver. Não há nada mais importante do que reconhecer. E não há nada que te prenda mais do que você mesmo, se você puder crer, só você será o limite. Tenha coragem é o que me digo todas as vezes que preciso fazer o que eu mesma quero resistir. E por fim, acredite na sua relevância, por que eu acredito na minha, minhas atitudes podem definir as suas. E minha vida, muda invariavelmente os meus ambientes. As vezes pode até ser ao contrário, mas nunca contraditório. Com isso quero dizer que nunca nos prejudicamos, (se quisermos), sempre vencemos! Acredite na beleza, na verdade e no amor, por que a felicidade só persegue a quem é feliz. É tudo atitude.
Postar um comentário