15 de maio de 2017

A favor da Liberdade



Qual é problema de ser ter um cabelo azul, uma pele negra, um jeito estranho diferente de comer manga, uma criação diferente da sua? Afinal? Somos todos iguais para que sejamos parecidos? Somos parecidos no sangue vermelho, nas paridades enormidade da existência de nossas emoglobinas e mesmo elas se desassemelham. Ser diferente, não é uma mania, é uma sina, assinada pessoalmente. Se assuma, seja você, seja autêntico. Assine as suas cartas, seus textos, seus poemas e os seus multiformes e belos jeitos de ver e sentir a vida. Só deixando livre, é que se conhece a liberdade. #AFavorDaLiberdade
Postar um comentário