14 de maio de 2017

Feliz dia das Mães e uma história muito pessoal.


Eu e minha mãe, nunca fomos um modelo perfeito de mães e filhas, ( e quem é?), até que um dia nós crescemos, e hoje somos amigas. Entre uma rusga e outra, na qual eu sempre ficava com raiva (e ela também, por que cá pra nós, ela me ensinou a arte de desaforar), quando era adolescente, ou já adulta, eu percebi que a gente tentava encaixar nossos pensamentos, ideias, e o amor que tínhamos uma pela outra, de forma errada, a gente tentava pela força, sabe? Pelo ideal, aquela força e ideal, que diz que uma mãe tem que amar seu filho e que o filho é obrigado a amar a mãe. Nem sempre, tem uma coisa intrínseca, mais vai mais além de instinto, mães e filhos, embora tenham compartilhado entranhas, são seres diferentes, que merecem ser vistos dessa forma. E minha mãe é assim, desse jeito, ela me ama, mas queria me conhecer, e eu descobri que eu também sou assim, hoje eu compreendo, que ela me ama com a coisa intrínseca, e que eu tive a oportunidade de ser amada por ela por essa coisa intrínseca e pela coisa conquistada, eu conquistei a minha mãe, por que não? E ela a mim, eu também tinha o amor intrínseco, mas nos faltava dialogo, o conhecer, e relacionamento é feito de conhecer o outro, e a partir do momento que rola essa identificação de saber a história, o que a outra pessoa sente, o que ela viveu antes de você,  os sonhos, quando isso acontece, você percebe que aquele ser humano que pariu você, tem tanta personalidade quanto você, e se ela já não for um ser mágico por fazer bolos gostosos, ela vai se tornar um ser mágico por ser a mulher da sua vida, que é o que hoje a minha mãe representa pra mim, inclusive quando falo da minha luta com o câncer, minha mãe é um ser mágico, como mãe e mulher, como ser humano. E eu sei disso, que ela é tudo pra mim, porque hoje eu e minha mãe nos admiramos muito, somos amigas, temos a capacidade de conversar 2h no telefone, ou tomando café, porque descobrimos que era legal aceitar o jeito de uma amar a outra, a gente cresceu, e foi juntas, numa força intrínseca, e nos conquistamos. E tudo que eu quero hoje, pra ela, é que ela seja, continue sendo, o pilar que ela sempre foi pra mim, a visão de mulher que equilibra tudo, e de personalidade forte.

Nem toda mãe é igual, mas todas merecem amor! Feliz dias das mães pra todas as mamães, vovós, titias, pros homens que também são mães, os pães, pra galera toda!! 
Postar um comentário