19 de maio de 2017

NÃO SEJA MACHISTA, seja como o Adam Levine, lindo e talentoso, ou como o meu marido, também bonito e talentoso!


E tudo que você precisa saber sobre machismo, cabe nesta explicação:

"Machismo ou chauvinismo masculino é o conceito que baseia-se na supervalorização das características físicas e culturais associadas com o sexo masculino". 

Fonte (tem fonte, sempre tem, não uso nada de ninguém sem colocar os créditos, aliás, faça isso você também, carregue esse ensinamento pra vida. Se puder criar, crie, é uma delícia. Se só tiver capacidade pra copy/cole, coloque os créditos de quem criou, é justo, Deus gosta e o mundo já tem muito parasita, evite ser mais um parasita.):  https://pt.wikipedia.org/wiki/Machismo


Por que estou escrevendo sobre machismo? Porque já escrevi sobre feminismo? Não! Porque na semana passada, fui interpelada por um ser humano, no meu facebook, que me chamou de "estúpida e mal amada". Vou explicar.

Eu postei uma foto profissional, de um empreendimento do meu marido, quem me conhece e lê o blog, já viu por aqui, é o Escudo Sob Medida, um projeto 100% original do Daniel, que ele alavancou sozinho, e logicamente, cresceu, porque achou um público consumidor, maravilhoso, de boleiros e boleiras sim, meninas, que têm seus times de futebol, espalhados pelo Brasil todo, sim, ele faz escudos atualmente até para o exterior, trabalha até de madrugada, super dedicado e fiel aos seus clientes. 
Então, como eu ia dizendo, apresentei a foto do trabalho no meu perfil, explicando num pequeno texto, que ficaria agradecida aos amigos, que curtissem o Instagram que fizemos, (@escudosobmedida), pois o trabalho visual é realmente interessante. O cartaz que eu postei, explica que a pessoa pode encomendar sob medida (da escolha dela, com os detalhes que ela quiser), remodelar um existente, (que seria atualizar gráficos, deixar mais visível, colocar em tamanhos e formatos que deêm pra bordar, etc), ou criar um original (que seria com a ideia vinda totalmente do nome do time e da criatividade do publicitário, que é o meu marido), o cartaz é sucinto, não trabalhamos com times grandes (ainda), mas abrangemos os trabalhamos com times amadores. Pois bem, um homem, um ser humano, uma criatura divina, iluminada, se deu ao trabalho, de ir na postagem, perguntar onde estava o escudo do Corinthians, muito provavelmente, chamando o time de amador, gente, não sou boba, e sou muito chata com quem comenta minhas coisas, eu achei mal educado demais, até porque o cara não me conhecia, nem ao meu marido, e também porque eu acho que se a pessoa não tem nada útil pra comentar, é melhor é não comentar nada. Não gosto de tripúdio, não gosto, nem com futebol, acho ridículo essa rapaziada postando coisa de time na timeline como se o Brasil fosse um mar de alegria, quando certo time ganha jogo, gente boboca, ainda vai pra brigar em estádio, mas enfim, esse é outro tópico, não gosto de homem babaca e não gosto de piada fora de hora, e seu eu achar isso ou outras coisas que me irritem no meu Facebook, eu posso retirar a postagem do meu feed, oculto,pra não ver mais, já que eu não gostei e não tenho porque nem comentar,nem olhar, ou se for uma gracinha numa postagem minha, ou inbox, eu interpelo a pessoa e peço pra se recompôr, sempre curta e educada. E eu expliquei a ele, no comentário dele, muito educada, que nossa proposta, era a proposta acima que eu expliquei, trabalhar com times não oficiais por hora, ninguém começa de baixo, e pedi educadamente por respeito, respeito a mim, que fiz uma publicação de trabalho, e a ele mesmo, que poderia ter evitado passar por tolo, mas gente assim não consegue segurar seus ímpetos não sofisticados. Nos comentários seguintes, ele encheu o post de "mau amada e mal isso, e maluca, e estressada, estúpida...", deixei ele lá, e fui olhar o perfil dele, não deu outra, né amigos, o solteiro do post era ele, o fanfarra que frequenta estádio, e também o sem consideração, pois na última postagem que vi dele, ele relatava estar ouvindo um som muito bacana na casa dele, a toda altura, e pouco se importando (nas palavras dele), com a reclamação dos vizinhos. O típico do brasileiro "abastado", médio e sem consideração pelo próximo, que alias, não é machista só com mulher, pelo visto. Mas, essas coisas em sí me indignaram, por que foi uma atitude machista inata, a pessoa não fez esforço, gente, nós estamos nos picos da modernidade, no auge, e um homem, ainda fazer esse tipo de papel por que uma mulher usa a linguagem dele, é absurdo. Se fosse um "parceiro", comentando no meu lugar, ele pediria desculpas, ele apagaria o comentário, por que foi de mal tom. Mas como era uma mulher, ele esperava que eu curtisse e aplaudisse a grande façanha dele parecer tolo numa mídia social. Não é assim. Então, fica o recado para os homens, com todo respeito, não desçam do alto do seu pedestal pra pisar numa mulher inteligente, porque ela, assim como você (que também é inteligente), não é obrigada a usar de recato algum pra levar desaforo pra casa, a gente é educada até o desaforo, desaforou, hoje em dia existe crime cibernético, existem leis, você pode ser processado! Então, aprenda que internet, Facebook, Instagram, Twitter, Tumblr, Pinterest, Linkedin, etc, são redes sociais, onde você também está relegado a leis, de boa convivência e bom senso, e leis do âmbito legal. Evite expôr pra todos se você for um tolo, ninguém precisa saber da sua intimidade. E eu muito menos. Eu tenho o blog há quase 10 anos, meu Facebook remonta de 2009, já lidei com gente do baralho, hoje em dia, aceito pessoas no meu Facebook, pra agregar assunto e curtida na página do Serena-West por lá, mas sinceramente, não sou obrigada a lidar com gente de calibre fraco, porque sexo frágil pra mim é isso, o cara que precisa me ofender pra se sentir bem, que autoestima, viu? Que alias hoje em dia pra me ofender, tem que ser mais inteligente que eu, e me conhecer, atualmente, só minha mãe mesmo. Olha, Freud explica minha amiga, não se doa por homem que te ofende, a autoestima dele é menor ou pior que a sua, podes crer.  Enfim, escrevi esse esporro, mas quero deixar claro, que amo os homens, tenho um pai maravilhoso, (minha mãe também, alias, ela que me ensinou a ter fibra e personalidade, porque, ô mulher!), tios e primos lindos cavalheiros e elegantes, um irmão solteiro gracinha, que aceita convites pro cinema lá em Petrópolis, e um marido... uau, que sai fora de todos os contornos do maravilhoso, ele supera os picos das maravilhas. E fica aqui meus parabéns para os homens que já aprenderam a bater papo, que sabem não se deve chegar na moça chamando de gatinha, que não se deve encher o saco inbox no facebook sendo cara carente ou mandando cantada sem noção nos posts, e o alerta pros que ainda estão na vibe machista, se seu intuito for envelhecer chato e solteiro, ranzinzo, continue assim, to nem aí, mas não me enche. 

Bjus e até a próxima!
Postar um comentário