11 de agosto de 2017

Jarle Bernhoft "Sunday" Live at Bauhaus 2011



Domingo


Este pequeno apartamento é muito grande sem ela
Eu não tenho vida aqui quando ela não está mais por perto
É noite de domingo e a chuva está caindo
Falei para as ruas, mas elas não me dizem nada está noite
Está noite


Ela só teve que ir
E ela não podia me dizer por que
Era algo sobre um lugar que ela tinha que ir por conta própria
Ela só teve que sair
E eu não sou ninguém para lhe dizer o que fazer
Para viver sua vida com os fantasmas em que eu não acredito


Oooh eu estou muito doente, não posso sequer pensar em dormir
E eu tenho saído para descobrir onde ela está escondida
Ela poderia estar em qualquer lugar, a cidade inteira é sua casa
Eu oro a esta cidade que a ama tanto quanto eu
Oooh, e o medo de ter saudade de você, de não querer ficar sozinho
O frio é pior por ela estar com alguém que não a conhece
Hoje à noite


Ela só teve que ir
E ela não podia me dizer por que
Era algo sobre um lugar que ela tinha que ir por conta própria
Ela só teve que sair
E eu não sou ninguém para lhe dizer o que fazer
Para viver sua vida com os fantasmas em que eu não acredito


E se eu encontrá-la eu nem sei o que vou ver
Ela nunca me deixe entrar nessa
Seu próprio eu é tão conectado com os lugares ela está em
Ele muda muito com o tempo e espaço


Ela só teve que ir
E ela não podia me dizer por que
Era algo sobre um lugar que ela tinha que ir por conta própria
Ela só teve que sair
E eu não sou ninguém para lhe dizer o que fazer
Para manter-se firme diante das coisas que estão dando errado
E é certo, porque eles estão desabando


Você se mantém firme,
Ora pelos vivos, e torce para que ela esteja ok
Dança com fantasmas
E ela sabe o que está ai
Sorrindo, a deixa ir
Porque você tem que ficar de pé ...

20 de julho de 2017

Para Refletir


19 de julho de 2017

Série: A Mulher e a solidão - Os Problemas de sempre


Ela acabava de acordar naquele dia e a cabeça latejava. Eram as dores por saber que os problemas já se adiantavam e se punham diante dela com as mãos rechadas de pedras. A vida aguardava sua reclamação, como um pulmão que precisa de ar. E não havia lugar no mundo onde ela pudesse se esconder, e amanhã seria tarde demais pra não notar que a solução era soluçar. Sim, chorar um pouco pra deixar o coração se aliviar. Choro não resolve problemas,mas pelo menos assim, ela poderia se lembrar que era humana e não uma boneca, com bonecas existem histórias programadas, com pessoas, existem decisões e destinos, era disso que ela precisava se lembrar pra solucionar todos os problemas. 

18 de julho de 2017

Abra o seu coração

 

 

É preciso coração aberto pra sentir e peito aberto pra deixar as coisas boas entrarem. Mas e quando elas insistem em não acontecer? Eu acho que o mundo precisa de um pouco mais de fé. Não estou falando de religião fria, estou falando de fé viva. Manter o coração aberto significa deixar que entrem sem bater, e baguncem sem permissão. E isso é condenável? Acredito que coisas feitas com o coração são sempre puras. Nunca deixe ninguém sair da sua vida sem antes mostrar a essa pessoa o seu coração. Tem muita gente que mostra tanta coisa.. sorriso, roupas de marca, o corpo nu... mas esquece o essencial. E a vida é feita de coisas essenciais, e essas coisas são tão pequeninas.. são pequenos gestos que conquistam, que mantêm o todo no lugar. Sabe, coisas ruins também acontecem com pessoas boas, e as vezes, muito mais com as pessoas boas, do que com as pessoas mais ou menos boas (pra não dizer ruins). Fé. As pessoas boas sempre tem fé. Elas também tem grandes problemas existenciais, foram rejeitadas, algumas estão solitárias, passaram por doenças, tiveram grandes perdas, mas estão passando pela vida, com um pouco mais de fé. E é preciso fé pra permanecermos intactos, pra não nos tornarmos compactos demais. O mundo vive nos compactando, temos que agir como se tudo fosse banal, como se um beijo fosse apenas lábios, como se pessoas fossem apenas corpos. Me desculpem mas discordo. Eu sou mais do que corpo e boca, e não preciso achar banal uma coisa que não, na verdade não é. Eu não preciso achar que tudo é qualquer coisa, eu não sou qualquer uma. E é pra isso que eu uso a minha fé. A minha fé é a minha convicção. As vezes ficamos tristes, com medo, vazios, mas não há nada que uma boa medida de fé não resolva. E hoje antes de dormir, eu vou fazer uma oração.. pequena, simples, com fé... "Querido Deus, talvez eu não tenha pedido direito pelos meus sonhos, ou talvez apenas não esteja pronta para eles, de toda forma estou grata por não tê-los, e por ter tantas outras coisas que são tão preciosas, por que eu sei que antes de ter fé no Senhor, o Senhor teve fé em mim." Então, meu coração está aberto. Pra receber as coisas boas, e bom, por experiência própria, as coisas boas sempre vêm quando agradecemos com fé, pelo que já temos de bom.

 

Até a próxima!! Bjus

17 de julho de 2017

Série: A Mulher e a solidão - Sentada no Abismo


Ela estava sentada na beira de um abismo. Ninguém sabia seu nome, ninguém a notou no meio da tempestade. E quando o frio fez com que todos tremessem, ela permaneceu sentada,bem ali na beirada, encarando seus demônios. Seus olhos acompanhavam o vento, a luz e o tempo, mas ela não se movia. Quando ela por fim se levantou, ninguém sabia seu nome, ela não era ninguém. 

16 de julho de 2017

Sabe o que falta?

Sabe o que falta?! Talvez um pouco menos de senso crítico assassino homicida e um pouco mais de alegria despropositada. Eu frequentemente paro pra me perguntar por que enfiamos uma faca no coração PRA TUDO Minha Nossa Senhora da Penha!? Não é estupidez nos preocuparmos antes de acontecer alguma coisa? Não é sofrer duas vezes? Conheço pessoas que já planejaram a vida inteira, e inclusive já pagaram o próprio enterro! Nada contra o plano funerário, mas é que, bom, tanto planejamento, a vida deixa de ser espontânea sabe? Tudo fica mecânico e as pessoas esquecem que algumas engrenagens quando não se movimentam, enferrujam e perdem a capacidade de funcionarem como foram criadas pra funcionar. Não que planejamento seja ruim, mas o equilíbrio é algo fenomenal, e um pouco do extraordinário e imprevisível surpreendente, é ótimo pra deixar a vida mais leve, mais engraçada, mais crível. Discordo que a realidade seja dura. As pessoas são duras. Amar não é ruim, as pessoas tornaram isso num tabu tão grande que quando alguém se apaixona é tratado como um idiota fracassado ao invés de um bom filho da mãe abençoado! Ser feliz é bom gente! Não quer dizer que sejamos ricos, isentos de problemas e em hipótese alguma as pessoas felizes deveriam ser tratadas como insuportáveis arrogantes metidos a serem melhores almas que as outras, Deus me acuda. Me intriga o fato das pessoas não trabalharem a favor de si mesmas... e afundaaam,  como canoas furadas ao menor indício de chuva. Deixa eu te contar? Acontece. Tempestades na vida. Furacões nos relacionamentos. Pessoas boas ficam doentes também. Bons filhos as vezes também são rebeldes. Grandes mulheres também são carentes, e homens maravilhosos também possuem vazios que precisam ser preenchidos. E isso não é o fim no universo. O fim do mundo é você ficar aí do seu lado da cerca, com uma droga de faca enfiada no coração, achando que do lado de cá, as pessoas felizes e satisfeitas são também anormais e desprezíveis, ou arrogantes. Vai ser feliz. É fácil! Se você tem uma boca, (geralmente usamos ela pra comer ou beber algo, verifique em seu rosto, ela geralmente vem acompanhada de dentes), sabendo que você possui um exemplar desse em seu rosto(após se olhar no espelho), SORRIA... É SÓ VOCÊ IR ESTICANDO OS LÁBIOS LEVEMENTE, ATÉ APARECEREM OS DENTES, PROSSIGA MESMO SE NÃO OS TIVER. Tente dizer mais "sim" pra vida, seja um pouco inocente, abra algumas concessões, esqueça as dores do passado. E pelo amor de Deus, pare de ser a vítima da sua história, SEJA O HERÓI. Planeje sim, mas seja espontâneo, fique suado por um bom motivo e nunca esqueça do sorvete. Sorvete é uma delícia.

 

Você sabe como é? Eu explico.

 

 

Confiar, você sabe o que é confiança? E fidelidade você sabe? E sobre despedidas? O que você sabe sobre elas? Já deixou alguém ir embora sem poder dizer adeus? Já disse adeus querendo que a pessoa ficasse? Já chorou querendo sorrir? E já sorriu querendo chorar não é mesmo? Alguém já te pediu pra mudar algo em você? E você já mudou por alguém? É nessa hora que as palavras machucam, muito mais que as ações que também magoam. É Bem nesse ponto da vida que você sente uma tempestade enorme se erguendo, e bom, você faz força pra acreditar que pode aguentar. Confiança é quando você fecha os olhos e sabe que pode se jogar, vai ter alguém pra te segurar. Fidelidade é quando mesmo errado, alguém se afasta de você por que acha que tem que te proteger dele mesmo? E as despedidas.. elas machucam a alma num lugar que, cara, nem sei te contar. Não poder dizer adeus é a mesma coisa que permanecer ali, no momento da partida. Pra sempre. Eu já disse adeus por fora, implorando por dentro que a pessoa aparecesse de volta na minha vida, na porta da minha casa, que tivesse a sabedoria ignorante de me dizer que eu estou sempre do lado errado. Mas tem uma hora que a gente tem que seguir em frente e chorar e sorrir ficam sendo a mesma coisa. Quando você vai embora ou deixa alguém ir, a quinta sempre fica parecida com a terça, que você sempre confunde com o sábado, e do resto,.. nada faz tanto sentido. Um "não" pode mudar sua história assim como pode te arruinar. E mudar por alguém sempre tem dois lados, por que pode ser que você encontre alguém que te faça sentir extraordinário; Como uma letra que acaba de achar sua melodia. Mas ninguém é perfeito. E o medo.. o medo nos deixa estáticos, o medo torna as possibilidades bem maiores do que elas realmente são. O medo apaga o amor. Por que o medo e a confiança... não andam juntos. É nessa hora que as palavras machucam, muito mais que as ações que também magoam. É Bem nesse ponto da vida que você sente uma tempestade enorme se erguendo, e bom, o certo é  fazer força pra acreditar que pode aguentar, que pode suportar, que pode vencer.

 

 

13 de julho de 2017

As melhores coisas

Tem gente que não vive né? Tem pessoas solitárias mesmo cercadas de pessoas amadas e amantes. Tem pessoas que têm tudo e não tem nada. E tem pessoas que não tem muita coisa sabe... nem sorriso, só bebida, só cigarro e algumas noites com melancolia. Mas tem pessoas aí fora doidas pra dar amor, pra ter amor, pra serem felizes venha o que vier, doa a quem doer.. Mas as vezes ficamos tão presos, tão cheios de traumas e limites que não enxergamos nosso potencial...
fico com uma coisa que me disseram por aí...
 "Um dia, alguém entrará em sua vida e te fará entender
  por que nunca deu certo com ninguém antes."
Um dia alguém entra com um sorriso capaz de fazer os vagalumes sentirem vergonha por tamanha insignificância, e essa pessoa vai ter um ar capaz de fazer Camões se arrepender por não ter feito dela uma poesia, essa pessoa vai te lembrar que há beleza na vida que pode ser compartilhada, vai deixar suas feridas menos doloridas, vai fazer tudo ficar menos trauma, mais vida. Essa pessoa pode ser aquela criança cheia de sorvete na cara, pode ser uma vó que faz bolinho de chuva, pode ser o amor da sua vida... fique atento.. por que como se diz por aí... as melhores coisas da vida acontecem de repente e se tornam grandes com o passar do tempo.

12 de julho de 2017

Acredite, não desista

 

As vezes as lágrimas chegam, e lavam seus olhos e seu rosto te dando a sensação de que você não é somente único, mas que também está só. As vezes carregamos na mente e nos ombros, não só o peso da nossa cabeça, mas o peso das nossas sentenças e das nossas fraquezas. E tem dias que tudo que acontece de bom, é poder sentar num canto da sala e chorar. Há dias em que estamos apenas cansados demais pra ir adiante, pra continuar, e o preço da liberdade é apenas o preço do mesmo vinho amargo que há na sua geladeira. E nesses dias, tudo que pensamos com sinceridade é sobre desistir. Eu sempre penso que não é errado ter fraquezas, ainda que elas deixem um rastro de aborrecimento. Não é ruim estar cansado, se deixar pegar no colo por um instante. As vezes eu acho que é isso que eu sempre precisei na vida. Por que ser forte o tempo inteiro... cansa. O que diriam aqueles que nos admiram, se nos vissem de joelhos, vencidos? Sua admiração ainda seria a mesma se eles vissem as nossas feridas? O que pensariam aqueles que nos têm muito respeito se soubessem que na verdade nossa luta diária é com um passado difícil? Eles ainda nos respeitariam? E aqueles que dizem nos amar? Será que ficariam do nosso lado, mesmo nas nossas horas difíceis? Eles ainda nos amariam mesmo diante da dificuldade, sem nos abandonar?  As vezes, enquanto as lágrimas lavam os olhos, nós desejamos conhecer o futuro férreamente, não é? E choramos com mais ênfase, quando damos de cara com uma espessa parede de concreto onde está escrito: "nada está garantido". Alguns de nós se senta em completo desespero, e prostrados declaram que podem esperar a mudança do tempo. Outros de nós pegam seus punhos e golpeando o destino, tentam mudar o que está escrito. E alguns poucos, mantém a fé, levantam a cabeça e percorrem a muralha, afim de achar a saída. Quando os maus sentimentos golpearem suas convicções mais firmes, tente não ter medo. Mas se o medo chegar, ou se ele já estiver escondido em algum canto de você, deixe ele vir e chore, segure ele, e mostre a ele a sua fé. Não pare se os outros pararem. Não desista, mesmo se for tão único e tão só. Acredite no seu coração. Se não te admirarem, se não te respeitarem, se não te amarem, lembre- se: "nada está garantido". Isso também quer dizer que após a tempestade, existe uma bonança. Que após as lágrimas, tem um alívio. Que onde braços se encolheram, outras mãos o acolherão. É por isso que, enquanto as vezes as lágrimas chegam, elas lavam seus olhos... pra você enxergar o que é realmente essencial, especial e verdadeiro na sua vida. Só vai passar o que não tem real importância, assim como uma dor ou um machucado, que seca e cura, e logo e nem vemos mais as cicatrizes.

10 de julho de 2017

Mude os seus parâmetros, lei de Murphy e o amor 💓



Sabe quando você mantém certas superstições? Coisas como, não contar quantos croquetes sua mãe acabou de fritar, só porque ela gritou com você uma vez: "Pára de contar senão, não rende!", ou coisas como, sempre que você sai de roupa clara, ou chove ou você se suja de um modo impossível e inimaginável. Então, eu não chamo isso de superstição. Eu chamo isso de parâmetro. E o que é a droga de um parâmetro na noite? Eu pesquisei pra você não perder tempo! O parâmetro é um modelo aproximado de algo que deu certo, um conhecimento a respeito de alguma coisa. Também é definido como padrão e regra. Pra bom entendedor pingo é letra? Entendeu? Então vamos adiante? Me segue. O Murphy por exemplo. Já ouviu falar sobre a lei dele? Eu também pesquisei! Eu sou esperta e você pode colocar isso nos comentários, por favor. Murphy não era um "atoa", ele era engenheiro aeroespacial da Nasa, (chora no recalque, o choro é livre, comentem por favor), pois bem, ele estava fazendo testes de tolerância a gravidade em seres humanos, porém, os sensores responsáveis por registrarem o teste, falharam. Porquê?! Culpa do técnico!! Instalou tudo igual a fuça!! Murphy ficou muito puto, (pai, desculpa. É só dessa vez que escrevi palavrão!), daí o Murphy disse o seguinte: "Se este cara (esse bosta) tem algum modo de cometer um erro, ele o fará." Vamos então falar um pouco de Behaviorismo, pra você entender o que o Murphynho queria explicar, o Behaviorismo vem de behavior, traduzido do inglês, comportamento. Uma das vertentes, o behaviorismo filosófico, fala sobre padrões de comportamento, que são, parâmetros! (Cara, vocês tem que admitir que eu me superei nesse texto! Coloca nos comentários? Compartilha? Rsrs) A vertente mais clássica disso, fala sobre o reflexo condicionado. Pois bem, tudo terá lógica, não me abandonem agora, vou explicar. Murphy criou sua lei baseado no seu pessimismo? Não. Ele disse que se existe mais de uma maneira de uma tarefa ser executada e alguma dessas maneiras resultar num desastre, certamente será a maneira escolhida por alguém para executá- la por simples reflexo, pelo fato de ter dado errado várias vezes (estou ouvindo Claudinho e Buchecha enquanto escrevo). Eu tenho certeza que o Murphy falava sobre estarmos condicionados a certos parâmetros. As coisas não darão errado por que tem que dar simplesmente. Elas darão errado e/ ou certo porque aconteceu uma vez errado e/ ou certo e usaremos o parâmetro pra situações iguais e/ ou semelhantes. Tá me entendendo?! Certo. Vamos falar da polêmica do século, o amor. Seu relacionamento atual não precisa acabar por causa da desconfiança. Nem todo mundo é mau caráter, como se muda um parâmetro? Use uma prerrogativa. Desconfiança não é prerrogativa pra terminar tudo. Traição talvez seja. Como eliminamos a desconfiança? Você só pode confiar se investir seu tempo conhecendo a outra pessoa. Não precisamos morrer de medo da chuva só porque estamos de roupa branca. Temos que aprender a nos molhar. Têm pessoas que se apegaram tanto aos parâmetros, e vivem presas dentro de uma cela sem tranca, onde tudo é perigoso e cruel, uma avalanche de coisas ruins sem aparente sentido. Curioso o que nossas mentes podem fazer. Murphy sabia que nós somos aquilo que pensamos. Ele sabia que não iria importar se algo fosse fácil ou difícil, porque ele sabia que a maioria de nós, escolheria o caminho mais difícil, a coisa errada. Porque fomos acostumados com a teoria do que "vem fácil, vai fácil", (onde no inferno? Me provem isso.), mas vejam bem, se eu estiver preparada, confiante, se eu estiver pronta. O que há pra ser difícil? E droga, eu quero falar de amor. Porquê? Porque eu sou muito teimosa (Porquê meu Deus? Porque eu sou muito teimosa? Outra coisa que vocês podem comentar!) Em algum momento a gente trava como um computador que não aceita a programação, e diferente da expectativa inicial, começamos a andar pra trás e cometer os velhos erros do passado. Porque a dor ensina. Mas deixa marcas. O medo avança pra primeira base, e lá estamos nós, sentados na poeira, imaginando: "e agora? O que eu faço? Pra onde eu vou?". A paixão tem validade 4 a 6 meses de luxúria. O amor... sabe se lá. A única coisa que eu sei, é que quando ambos vão embora, corações se partem. Talvez você esteja partindo o coração de alguém com seus parâmetros e sem querer, tenha escolhido a pior forma de fazer tudo dar errado, machucando alguém que você não merece (seu fidap..). Sim, pela primeira vez na minha vida eu estou fazendo um discurso totalmente diferente de todos que já fiz. Olhe os parâmetros, talvez não seja ausência de sentimentos, mas excesso de medo. Pare de se esconder, pelo amor de Deus, e abra o peito pra tudo que alguém possa te dar. Pare de ficar fingindo essa satisfação com a vida quando seus olhos dizem que você não está bem. Simplesmente quebre os parâmetros. Tenha coragem de jogar algumas coisas pro ar e respirar, amar. Pelo amor de Deus!! Não quebre o coração desse alguém, não desperdice a chance, não quebre o elo, quebre a si mesmo até não haver mais qualquer margem de erro. Seja a droga do rebatedor e corra pra droga da segunda base. Mas, se do outro lado da história você teve seu coração partido. Pare de lutar. Abaixe as armas, abaixe a guarda, saia da linha de frente. Pare de insistir, desista. As vezes, desistir é um ato de coragem. Espere terminar, não termine nada. Não tenha orgulho, não assuma as culpas, não se responsabilize. Você já está de coração partido. Não seja forte. Chore. E faça silêncio. Ainda vai doer por um bom tempo, mas vai passar. Não faça disso um parâmetro. Faça disso uma prerrogativa. E tenha fé. Você não fez nada errado. Não se arrase. O que eu quero dizer com esse texto é que somos humanos com traumas, marcas, cicatrizes e feridas enormes, e as vezes só conseguimos reagir ao que nos cerca, baseados naquilo que ficou no passado. Minha esperança é que todos que vão ler esse texto, comecem a pensar o que pode ser quebrado ou o que pode ser reparado se pararmos pra observar nossas escolhas. Eu também já parti corações e também já tive o meu partido, é horrível, porque você aposta em algo. Ainda estou aprendendo, mas tenho uma certeza que me vem em forma de música toda vez que tenho medo, toda vez que quero muito fugir e me esconder:

"Entre o retorno de Saturno e o seu, busco uma resposta que acalme o meu coração. Do amanhã não sei, o que posso esperar? Você não sai do meu pensamento, e eu me questiono aqui se isso é normal. Você não sai do meu pensamento e eu me pergunto aqui se o natural... vai dizer que o amor chegou no final... não precisa ser de novo assim tudo igual...."- Detonautas.

Meu último conselho? Largue as superstições, os parâmetros, as regras, largue os reflexos, largue a corda, saia da cela, deixe o Murphy. Corra pra primeira base, faça o ponto, ganhe o jogo e me conte depois!