13 de setembro de 2011

Entre tudo...




Algumas vezes Dói deixar pessoas seguirem em frente. Mas olha, nem só de despedidas viverá o homem, algumas pessoas vão ficar e vão fazer festa! Outras vão chegar, serão pessoas novas trazendo coisas novas pra sua vida. Mas nossa conversa não pára nas pessoas, ela continua em você. Sim, porque de acordo com o decidido você terá muito trabalho à fazer. Mudar de hábitos não é fácil, mas me diz uma coisa que seja fácil nessa vida e eu vou te provar que ela pode não durar o tanto que você imaginou. É muito complexo mudar de hábitos, trata da luta que você vai travar contra você mesmo. Persistência. No começo tudo parece desajeitado e fora do lugar, mas com um pouco de paciência você se adapta e aprende que todo crescimento é acompanhado de mudanças, e reavaliações são imprescindíveis caso você queira realmente ir avante. E em algum momento a vida cobra que a gente deve terminar o que começou. Siga em frente. Aprenda que pontos finais nem sempre são o fim da vida, na verdade um ponto final pode indicar um outro começo, uma nova chance de fazer tudo novo e quem não gosta de novidade? E é muito bom olhar ao redor depois do trabalho duro, você se cansa mas fica satisfeito com o resultado. Mas considere que nem todo resultado é imediato, então relaxe e curta a viagem, porque a vida é assim, uma viagem, muitos reclamam por não saberem onde tudo vai dar, outros só querem continuar pra saber o final e poucos olham as paisagens, nesse caso não aprecie com moderação, apenas viva, o grande segredo da vida está em viver, tenha pressa em viver e faça isso como uma criança, porque criança não tem noção de tempo e dias, você já ouviu falar de alguma criança que tenha dito que tem prazos apertados? Não é que elas não tenham compromisso o lucro é elas acharem que hoje é pouco e amanhã é muito, então vivem tudo. Viva tudo, viva a dor, viva da dor à alegria, do prazer ao descontentamento, da ignorância ao saber, do pecado à redenção. Esse é um prato cheio pra uma boa história, o bom das histórias é que elas nos fazem viajar, e o bom dessa história é que Saulo foi viajar, o Saulo dos prazos apertados, da vida rigorosa, cheia de regras, o Saulo que não gostava de cristãos, o Saulo cruel e ocupado demais com sua responsabilidade com Deus, tão ocupado que não ouvia a Deus, trabalhava pra Deus, mas não fazia a vontade de Deus, então, um certo dia, ele que respirava ameaças contra o povo de Deus, ia no caminho de Damasco e viu uma forte luz, na luz a voz daquele que ele reconheceu, só podia ser o Senhor! Daquele dia em diante, o Saulo se torna Paulo, e o matador, se transforma em pregador, e o pregador aprende o que é padecer por amor a Cristo! Ele não queria fazer a vontade de Deus? Então Deus o enviou com a motivação correta! Sabe, as vezes como Saulo, nós fazemos certa coisa pra Deus, achando que ele está nos aplaudindo, até que ele nos acha no caminho de Damasco das nossas vidas e muda, não só o nosso caminho, como também a intenção do nosso coração. E o que era ambição, poder e ganância, se transforma em salvação, amor e muitas outras pessoas transformadas pelo testemunho que se vê! Assim foi comigo, que um dia perdida dentro da casa de Deus fui achada por Cristo e transformada, para criar empatia entre você e Ele. Nesse percurso tive que deixar algumas coisas partirem, pessoas se foram, hábitos e pensamentos também se partiram, mas uma coisa não posso deixar de dizer, algumas pessoas partiram apenas pra que Deus me prove que é capaz de levantar a vida, de onde todos dizem que há morte. E o mesmo mesmo Deus diz: rasgou- se tudo. Mas o que tinha que ficar inteiro ficou. E o pouco que restou pra Deus é tudo que ele precisa, por que pra fazer milagre com nada ele só precisa que não haja mais nada que eu mesma possa fazer! E é isso aí, sigo desfrutando hoje a vida que ele me deu e amanhã... amanhã é sempre o dia do milagre! Não se esqueça... É AMANHÃ!
Postar um comentário