11 de agosto de 2017

Jarle Bernhoft "Sunday" Live at Bauhaus 2011



Domingo


Este pequeno apartamento é muito grande sem ela
Eu não tenho vida aqui quando ela não está mais por perto
É noite de domingo e a chuva está caindo
Falei para as ruas, mas elas não me dizem nada está noite
Está noite


Ela só teve que ir
E ela não podia me dizer por que
Era algo sobre um lugar que ela tinha que ir por conta própria
Ela só teve que sair
E eu não sou ninguém para lhe dizer o que fazer
Para viver sua vida com os fantasmas em que eu não acredito


Oooh eu estou muito doente, não posso sequer pensar em dormir
E eu tenho saído para descobrir onde ela está escondida
Ela poderia estar em qualquer lugar, a cidade inteira é sua casa
Eu oro a esta cidade que a ama tanto quanto eu
Oooh, e o medo de ter saudade de você, de não querer ficar sozinho
O frio é pior por ela estar com alguém que não a conhece
Hoje à noite


Ela só teve que ir
E ela não podia me dizer por que
Era algo sobre um lugar que ela tinha que ir por conta própria
Ela só teve que sair
E eu não sou ninguém para lhe dizer o que fazer
Para viver sua vida com os fantasmas em que eu não acredito


E se eu encontrá-la eu nem sei o que vou ver
Ela nunca me deixe entrar nessa
Seu próprio eu é tão conectado com os lugares ela está em
Ele muda muito com o tempo e espaço


Ela só teve que ir
E ela não podia me dizer por que
Era algo sobre um lugar que ela tinha que ir por conta própria
Ela só teve que sair
E eu não sou ninguém para lhe dizer o que fazer
Para manter-se firme diante das coisas que estão dando errado
E é certo, porque eles estão desabando


Você se mantém firme,
Ora pelos vivos, e torce para que ela esteja ok
Dança com fantasmas
E ela sabe o que está ai
Sorrindo, a deixa ir
Porque você tem que ficar de pé ...
Postar um comentário