31 de março de 2017

Querida dona de casa


Não é proibido surtar. E vai por mim, você vai surtar ao menos uma vez no mês. E não, não terá nada a ver com a TPM, terá a ver com o comportamento do seu conjugue diante do trabalho doméstico. As vezes eu não sei se o meu marido compreende completamente que eu trabalho em casa, por mais que eu saiba que ele compreende bem as coisas e me ajuda muito nas tarefas, eu não sei se ele entende que ser "dona de casa", é ser dona da bagunça que precisa ser arrumada e que não é todo dia que eu acordo disposta a arrumar a bagunça que precisa ser arrumada. As vezes eu preferia estar retornando ao meu trabalho fora de casa, porém, "médicamente", "saúdemente", eu ainda não estou pronta. O trabalho fora de casa, exigiria mais horas trabalhando, com um período de descanso que eu necessito, muito pequeno. Trabalhando em casa, (cozinhando, aspirando o chão, tirando poeira, fazendo comida, pondo roupa pra lavar e estendendo), eu posso me sentar a descansar o quanto eu necessito, entre uma tarefa e outra. No entando, nem o descanso de meia hora entre tarefas, me isenta de entrar no surto, quando eu olho pro banheiro molhado, ou pra bolsa do futebol jogada na porta de entrada. É por isso, "Querida dona de casa", que eu estou digitando estas linhas, pra dizer que você pode surtar e que se for surtar, compre-se um mimo, saia pra tomar um café, não desconte nos membros da casa, a não ser que eles não lhe ajudem. Faça suas regras, aqui em casa a cozinha fecha de sexta de noite á domingo de noite, só reabrindo na segunda, o máximo que eu faço na minha cozinha no fim de semana é café, a roupa é lavada toda segunda, aspirador toda quarta, feira na terça, etc. Eu arrumo a casa toda na quinta ou sexta feira, e o fim de semana é a minha folga. Quem tem mania de limpeza, como eu, vai manter a limpeza da casa durante a semana, pra faxina não ser tão extensa, e claro, pro surto, não matar ninguém. Então, "querida dona de casa", surto haverá, mau humor haverá, mas faça as suas regras, aqui o marido tem futebol, ele tem 2 cestos de roupa só dele, pra colocar o uniforme sujo, e o outro pra guardar os limpos, os homens são diferentes de nós, eles precisam (se a mãe deles não ensinou), de aulas bem explicadas de como as coisas são feitas, porque se não eles sempre vão achar que elas se fazem automáticamente, e não é assim, nós mulheres batalhamos pra manter a ordem da casa. Enfim, "Queridas donas de casa", aprendem isso: cozinhar, lavar, limpar, é do interesse da família toda. É isso que eu consiedero ser a rainha do lar, envolver toda a família na manutenção de tudo. Direitos iguais, surtos iguais, amor imenso.

Até a próxima, "Querida dona de casa"! (porque farei mais textos com a frase: "Não é proibido surtar")

30 de março de 2017

Ame



O amor torna a vida cômoda. E nas situações mais difíceis é um sustento, um consolo. Amar significa não olhar as diferenças, significa que mesmo havendo diferenças você não se importa, passa por cima. É preciso Amar uma causa, amar alguém, o amor é o que move o mundo, as pessoas. Uma grande soma de pessoas tem entregue suas vidas á política, religião, a trabalhos sociais, a causas nobres, mas existe uma coisa que não se compra, não se vende, e é a única coisa que preenche de verdade o ser humano. O AMOR. O amor te mostra a vocação, sem amor não somos nada. #AME

29 de março de 2017

É porteiro, ou é madame?

E não posso deixar de escrever sobre isso gente. Tem um marolento fumando maconha no meu prédio, igual um viciado, opa... espera... é. Eu não sei quem é, não sei de qual apartamento vem, mas eu sei que eu não posso deixar minha janela do quarto aberta, que o cheiro impreguina no quarto, que parece que eu to fumando o bagulho. Meu marido disse que viramos maconheiros passivos. Olha a minha cara:


Não gostei. Imagina, você com a casa limpa, cheirosa, e um indivíduo espírito de vício, fumando maconha o dia todo, mas sem exagero, é o dia todo, a gente já colocou um apelido quando o cheiro sobe, que é: "Olha o Bob Marleyyyy" e a gente fala alto, que é pra pessoa saber que a gente sabe o que ela faz! É horrível, tá? Fui cheirar as cortinhas do meu quarto hoje, e estavam com cheiro de marola, poxa gente, sacanagem. E não adianta você gritar na janela que você não é obrigada a sentir cheiro de maconha, que é aí que a pessoa fuma mesmo. E hoje não teve jeito, eu acabei de arrumar a casa, espirrei bom ar, passei pano no chão com desinfetante cheiroso, e o marolento do cheiro da maconha subiu, eu me decidi né!? Falei pro meu marido assim: "Vou lá na portaria", e fui, fui calma, fui elegante, fui sincera. Daí, é aqueles momentos, que você não sabe o que é pior e mais engraçado. O porteiro, estava ao celular falando a língua uma língua nordestina, que eu não entendi nada, não entendi nada, ele estava esparramado igual uma madame, conversando, e rindo, e liga pra um, e liga pra outro, e liga pra quatro, e lá se vai 10 minutos. Qual foi a cara que eu fiz?


Cara de "Dean te despreza, level hard, cadê minha faca de anjo". O que eu poderia fazer? Interromper? Mas ele estava igual uma madame, falando uma língua que eu não conheço... voltei pra casa, né mores. Voltei pro apartamento e tava o marolento fumando maconha e o cheiro empestiando tudo. Amanhã eu volto na portaria, vou levar uns biscoitinhos pra "madame" e um café, assim "ela" bate um papo comigo, e eu vou poder reclamar da desgraça que é essa marola invadindo minha casa. Olha pra minha cara de Carminha louca no limite da razão: 



É bom o porteiro entrar no prumo e esse "marola" se consertar com Deus. 

Procura-se Colunistas Colaboradores para o Blog




Estou procurando COLUNISTAS COLABORADORES para o Serena- West (Blog)!!! Você escreve textos sobre assuntos variados? Sobre um assunto só? Você não escreve mas conhece alguém que escreve? Essa é uma boa oportunidade!!! Caso você se interesse, estou recrutando colunistas pra diversos assuntos, entre em contato comigo pelo meu e-mail:

julianeschimel@gmail.com  


P.s.: Não remunerado. 

Somos um blog que tem insônia


28 de março de 2017

Galia Lahav - Noivas Coleção 2017 (ô Noiva, você mesma, abre esse post)

Queridas, vamos parar o choro? Vamos parar de procurar blog meia boca, que fala de vestido de noiva igual se fosse roupa de dia- a- dia?

Vamos para de pegar dicas com gente que nem tem bom gosto, nem experiência com moda, que só é blogueira, porque não conseguiu ser cerimonialista?

Vamos Falar de Galia Lahav?

Porque aqui nesse blog é "faca na caveira", é "hard core", é "no filter", é sem "chororô".

Aqui a gente tem bom gosto.

E Galia Lahav, não é brinquedo.

Amiguinha, já começa dando um "bisu", no site da marca, eu coloquei aqui um link com a coleção Spring 2017, e a introdução do vídeo só termina dizendo que: "You are a Queen".

Chega? Chega de ser princesa? Vamos ser rainhas! E chama as suas amigas pra cá pro blog, por que aqui não tem enrolação, aqui a gente gosta de preto no branco. Por que é chic.

Vai lá, olha o link e volta:

Galia Lahav Le Secret Royal (colection Spring 2017)

Sentiu né?! Não tá pra brincadeira, é inspiração pra mulher, rainha, aqui não tem menininha.

Galia Lahav é uma grife, fundada em 1988, em Tel Aviv, Israel. A grife carrega o nome da sua fundadora que é de descendência russa. No final de 2016, a grife foi reconhecida pela Chambre Syndicale de la Haute Couture, que é a comissão que determina quais casas de moda devem ser consideradas Houte Couture, e assim Galia Lahav, estreou sua nova condição de  "Couturier", numa coleção magnifica em janeiro de 2017, em Paris. Baseada em coleções Nupciais, Galia Lahav anda crescendo a todo vapor, lógicamente, conquistando atrizes de Hollywood, porém, sem deixar de existir no varejo de vários países, e tem Galia Lahav no Brasil? Amiga, vamos ser sinceras, se você pode comprar um Galia Lahav, pode ir a New York ou Paris comprar lá. Se você não pode comprar Galia Lahav, pode muito bem usar as referências modernas da grife, no seu vestido de noiva. Enfim, a primeira vez que vi Galia Lahav foi neste vestido abaixo:


Olha esse vestido? Você vê isso em blogs por aí? Ou você vê fotos assim por ai, como essa abaixo:


Aí elas colocam uma legenda bem ruim, tipo isso: "Noivinhas, princesas, vocês já escolheram o vestido pro grande dia?"


Deixa eu te falar uma coisa, não existe grande dia, existem duas grandes pessoas que irão se unir, em casamento, num evento que pode ser marcante ou datado. Você quer ficar de qual lado? Do lado datado da história, que faz você ficar sonhando com frufru de balé e vestido de princesa, ou você quer vir pro lado legal da história, onde as noivas são modernas, são mulheres lindas, independentes, que querem parecer rainhas? É você que escolhe. Enquanto isso, baba na coleção da Galia Lahav.







Aqui não tem frufru, aqui tem tule, do mais caro.

27 de março de 2017

David Bowie- Blackstar (Full album) - Complemento da Postagem: Análise Musical: Blackstar- A Obra Definhante de David Bowie

Análise musical: Blackstar - A Obra Genialmente Definhante de David Bowie




Olá, o que fiz, não se trata de uma crítica ao álbum, ao último trabalho de David Bowie, mas sim uma análise pessoal do que senti ouvindo, lendo e assistindo aos clipes do álbum Blackstar. Eu esmiúcei cada música e fiz questão de escrever sobre elas enquanto as ouvia. David era brilhante, transcendente, de um talento ímpar, um artista sem igual, e sua última obra ficará no meu coração pra me lembrar a beleza do que eu tenho e da finitude de tudo, que também pode ser um ato belo.


Blackstar é uma canção pesada, deixa o coração pesado e com medo daquela hora derradeira. Obviamente, era a intenção do Bowie com certeza, que sua morte fosse um advento marcante. Assistindo ao clipe, existe toda uma irônia com o divino e com o humano, do quanto somos sucetíveis, finitos, ingênuos. A qualidade sonora no entanto, é arrebatadora, a música acelera seu coração, enquanto a letra te puxa pra baixo, pra uma reflexão talvez, uma agonia, uma dor. No clipe ele aparece com uma venda nos olhos, e nessa venda tem pregados uns botões, como se a nos deixar interpretar, que ele queria terminar a vida, sem olhar a realidade, talvez da doença. Ou talvez fosse difícil pra ele se enxergar doente.

'Tis a Pity She Was a Whore transmite a mesma sensação de medo que puxa pra baixo, mas eu repito, a qualidade da composição sonora é instigante e linda, intensa, é fruto de alguém na sua melhor forma, dando o melhor de si. Nesta música é como se ele acabasse de descobrir seu destino e profundamente magoado, roubado, xinga a vida, ela lhe deu muitos prazeres, mas no final ela lhe roubou, relegando ele a morte.

O início da música Lazarus, me lembra o início da música "Magic" do Cold Play. Novamente no clipe, o Bowie aparece com uma venda nos olhos e no lugar do que seria os olhos, pregados uns botões, o que ele não quer ver? Ele não quer ver a própria morte, que está perto, a espreita. No clipe ele está contando, através da letra a sua história, e o desejo intrínseco de se libertar de um corpo limitado, pra viver em liberdade "como aquele pássaro azul", ao mesmo tempo em que ele quer dizer "olha, ainda tenho muito pra fazer, deixe- me anotar pra não esquecer", e ao final, ele se encerra num armário como a dizer que não deu tempo, ele teve que ir. Eu to muito mexida com a melodia dessas músicas, é uma sensação de terror, é inebriante, mas ao mesmo tempo, genial e brilhantemente linda. Ele deveria ingerir bastante morfina.

Sue (Or In a Season Of Crime), David Bowie estava compremetido com a morte até os seus ossos. Em  mais uma melodia arrebatadora, a guitarra te leva pro fundo da alma dele, onde o medo da perda de si mesmo, escala as paredes da compreensibilidade. Quando se encara a morte, se encara o medo de deixar o mundo, as pessoas que amamos, mas fica principalmente a dúvida se com a morte, perderemos a nós mesmos.

Girl Loves Me, provavelmente são lembranças da juventude dele, arrependimentos e uma sensação de querer reviver o passado aproveitando mais do que se teve. A melodia vai te puxar pro fundo do barco em todas as músicas e até o fim do álbum, e você vai ser convidado a olhar a transparente realidade da finitude, dentro de si, é uma conversa interna, no lugar mais escuro e profundo de nós.

Dollar Days, é até agora, pra mim, a letra mais triste, por falar de esquecimento, de como somos esquecidos quando estamos em dificuldades. No "Dollar Days", existe honra, sexo para "sobreviver", e cash girls, mas quando se está na beira de qualquer abismo e caindo, o que dá a impressão é que as pessoas se contentam em assistir de longe, talvez ligando para dar condolências. A influência é esquecida "We bitches tear our magazines", só tem o esquecimento e a pessoa tentando lidar com a correnteza do que acontece. Talvez flutuando de costas na água corrente. E a melodia puxando praquela conversa íntima, num lugar escuro.

I Can't Give Everything Away é o clipe mais light, mas a melodia vem seguindo ladeira a baixo de forma brilhante, fazendo uma clara alusão a Ziggy Stardust, e as suas outras personas, ao legado de influências que ele deixou. A letra diz "eu não posso te dar tudo até o fim", e na verdade é um questionamento, do que ele já deu, e do que ele vai deixar, é uma afirmação de que o mundo está indo pra um caminho onde "With blackout hearts with flowered news", considero também como uma crítica velada aos "novos", artistas do pop, que não se importam em serem influências, eles se importam apenas em terem seus "hits", no topo das paradas, com letras de músicas que não dizem nada, com acordes sem sentido, sem história, sem sentimentos, que foi o que David deu ao mundo, letra e música com sentimento e beleza, e claro, ele não deixou escapar uma a crítica a moda, bem velada, que veio de uma "conversa" com a música anterior, "We bitches tear our magazines",  "With skull designs upon my shoes" nesta música, uma crítica velada, talvez inocente, da moda que ele tanto influênciou em vida e que não lhe serviu na hora da morte. Contudo, ele conseguiu deixar seu legado, e mesmo no pós morte, sua incrível obra, faz todo sentido.

Recomendo ouvir o álbum, inclusive a próxima postagem vai conter o álbum que puxei do YouTube.


Onde estiver, descanse em paz. 

26 de março de 2017

Domingo de folga

Cheguei com imagens muito fofas e relaxantes pra você ter um fim de semana lindo!



Olha que fofo esse sorvete zoiudo!



E esse pug de óculos que vontade de apertar!




E esses bebês monstros s.a., com o Mike de pepeta, não sei lidar




Bom fim de semana!!!



25 de março de 2017

Chocolate


Você sabia que a origem do chocolate é pré- Colombiana? Quem disse que os colombianos não fizeram nada bom, errou, e feio! A civilização Maia, cultivava o cacau, e já fazia chocolatinho quente, com baunilha ou pimenta, há pelo menos 3 mil anos atrás. Engana-se quem pensa que o chocolate nasceu na Europa, o cacau, sua matéria prima, já residia nas Américas, por causa do clima, tropical, lógico! Na fase das colonizações (ou explorações desordenadas e mal educadas, dos europeus pelas américas), o chocolate foi também descoberto e transportado pra lá, a receita, porque o clima de lá, não favoreceu o plantio do cacau e por consequencia, a manufatura do chocolate. 
Existe no mundo da história, uma divergência enorme sobre a origem do nome "chocolate", alguns acreditam que a etimologia seja espanhola, outros afirmam ser Asteca, ooutros dizem ser Maia, e outros acreditam quem é uma misturinha dessas três hipóteses. Quando o chocolate foi pra Europa, começaram as adaptações, a bebida que era tomada in natura, ganhou leite, açúcar e anis. E já naquela época, a bebida era vista como energética, quase um slogan antecipado do neskau. Em 1657, em Londres, (o lugar mais pontual do mundo), foi inaugurada a primeira chocolataria, sim, o chocolate acabava de virar doce (porque antes era só bebida). Quem diria que o chocolate estaria nos lugares mais importantes do mundo, durante colonizações, evoluções industriais, e ele estava lá sim, o chocolate tornou-se expectador de intrigas políticas e virou até motivo de obra de arte! Em 1765 surge a primeira fábrica de chocolate nos Estados Unidos, a companhia Baker's. Assim nascia a industria do chocolate, subistituindo todo processo manual usado pra produzir a iguaria. Os maiores destaques dessa industria, você bem pode imaginar, mas eu vou dizer, foram membros das famílias Hershey, Caldbury, Fry, Rowntree, Cailler, Suchard, Peter, Nestlé, Lindt e Toble. Olha esse trecho retirado da https://pt.wikipedia.org/wiki/Chocolate que explica passo a passo de como o chocolate ganhou toda a importância que ele tem, através dessas pessoas que eu citei acima:
"Em 1819, era construída em Paris pelo químico francês Pierre Pelletier a primeira fábrica que utilizava o vapor no seu processo de fabricação. No mesmo ano, François-Louis Cailler fundava em Vevey a primeira fábrica suíça de chocolate. Em 1831, Charles-Amédée Kholer estabelecia outra fábrica em Lausanne, também na Suíça.[9]Em 1828 o chocolateiro holandês Coenraad J. van Houten patenteou um método de retirada da gordura das sementes torradas. Com a sua máquina, uma prensa hidráulica, Van Houten conseguiu fabricar o cacau em pó. Depois, tratou esse pó com sais, como carbonatos de potássio ou de sódio, para facilitar sua mistura na água. O produto final tinha uma cor escura e um gosto suave. O cacau em pó tornou possível a fabricação do chocolate sólido. Em 1849, o inglês Joseph Fry produziu a primeira barra de chocolate comestível.[3][5][10]Nesse mesmo período foram desenvolvidos vários processos que contribuíram para criar o chocolate como é conhecido atualmente. Em 1879, Daniel Peter, chocolateiro suíço, teve a ideia de usar leite condensado, inventado pelo químico Henri Nestlé em 1867, para fazer o chocolate ao leite.[3][5] Nesse mesmo ano Rodolphe Lindt inventou um processo para melhorar a qualidade dos bombons de chocolate.[3]
Em 1913 foi publicada pela Baker's Company a primeira receita de "tabletes de baunilha", um doce feito com manteiga de cacau, açúcar, leite e baunilha, depois batizada de "chocolate branco" que não leva cacau na fórmula, apenas a gordura tirada da semente.[10] Durante as grandes guerras mundiais o poder energético e antidepressivo do chocolate é reconhecido pelo exército dos Estados Unidos e começa a fazer parte da "ração D" levada pelos soldados.[9][10] Nos EUA, Forrest Mars lança o M&M's em 1941, pastilhas de chocolate recobertas com uma camada de açúcar colorido. Ele tinha visto soldados espanhóis comerem algo parecido durante a Guerra Civil Espanhola. Atualmente a Mars é a maior compradora de cacau do mundo.[10]

Agora que falamos de dados históricos, vamos falar de saúde! O chocolate que é devorado por nós com tanto amor, prazer e satisfação, também possui efeitos muito benéficos pra saúde, o chocolate é um produto altamente energético, pros dias de prostração não existe coisa melhor, o chocolate in natura (amargo), sem leite, possui antioxidantes que dão uma mãozinha ao sistema cardiovascular, que é tipo uma proteção, sabe? Impedindo a pressão de subir, impedindo que as gorduras ruins grudem nas artérias, e lógico, como é antioxidante, ele previne o envelhecimento celular. Mas ei, vamos com calma, por que o chocolate também é muito rico em calorias, eu diria trilhardário! Sim, ele possui elevados teores de gordura! Mas calma, ele é rico em alguns minerais, e algumas vitaminas, e o conteúdo da gordura do chocolate é essencialmente de origem vegetal, o que significa que é pobre em colesterol, uma vez que o chocolate ao leite contém apenas cerca de 3,5% de gordura láctica.
Foi desmistificado que o chocolate provoca acne, por exemplo, e também que supostamente ajudaria a reverter processos de depressão, e no entando, embora ele não contenha nada viciante que mexa com o comportamento humano, a sensação de prazer ao comer um chocolatinho, é maravilhosa, e acho que se deve mesmo, ao sabor excepcional do chocolate. 
Ai, eu vou terminar esse texto e comer chocolate, viu!?  Mas antes, uma curiosidade, os suíços são famosos por seus chocolates, mas só por eles são a população que mais consome chocolate do mundo!!
Fui!


24 de março de 2017

O amor não falha


Quando amamos alguém de verdade... opa, mas o que é amar de verdade? Calma, eu vou explicar.
Amar, é não esperar recompensas pelo bem que é dado a alguém, se você espera alguma recompensa por ajudar o próximo, isso se chama "auto promoção", e não amor. Amor, é você deixar a pessoa que você ama, ser quem ela é, pois se você quer constantemente mudar essa pessoa, isso se chama "do seu jeito", e isso não é amor. Amar alguém significa cuidar e estar junto no pior, se você não faz isso com quem você "ama", isso não é amor, isso se chama "fugir", amor, e quando ficamos do lado segurando a mão até o fim. Amor, são todas as coisas nobres que nunca irão ser incluídas em postagens nas mídias siciais, porque o amor não se propaga assim, o amor, assim como o "pecado", precisa de "carne" (pessoa de carne e osso), pra agir e ter efeito. O amor nunca falha, porque a atitude é humana, pessoal, intransferível, e precisa de braços que carreguem, abracem, segurem, precisa de labios que beijem, conversem, ensinem, precisa de pernas que aguentem o peso, que suportem a caminhada, que se ajoelhem, pra que o amor não falhe, e ele realmente não falha, precisamos estar disponíveis, muito mais para os outros (o mundo), do que para nós mesmos. 

23 de março de 2017

Quem vai consertar o mundo?




É evidente que o mundo está caótico, não precisa ser mago pra saber. E talvez você se pergunte, assim como eu, quem deverá colocar o mundo na sua suposta ordem novamente. Minha reposta não é complexa. É TAREFA MINHA, SUA E DE QUEM MAIS VIVE AQUI, CONSERTAR O MUNDO. Você não é um ser indefeso sem cérebro, que depende de ações de outro ser pra fazer a diferença. Você e eu (e todos), podemos começar fazendo a diferença, dando o "bom dia" correto, com sorriso, simpatia e boa vontade, pras pessoas que convivem conosco. Nossa, olha, ... já peguei umas recepcionistas, que estavam mortas, "aquilo estava morta", de você chegar na frente delas, dar "bom dia", e a criatura nem te olhar. Gente, pára com isso. Respeito se deve as pessoas, e não ás coisas, você precisam respeitar as pessoas mais do que respeitam seus celulares android. Eu fico pra morrer. A gente deve consertar o mundo, principalmente o Brasil, parando de dar "migué" nas coisas, nas pessoas, no trabalho, na faculdade. Gente, está na hora de sermos 100% honestos, está na hora de parar de dar calote no governo, nas pessoas, nos familiares, vamos parar. Vamos aprender a sermos justos, a cobrarmos coisas justas. Vamos ser 100% honestos. É assim que se conserta o mundo, uma atitude de amor e esperança de cada vez. 

22 de março de 2017

Sobre os amigos


O Amigo
Turma do Printy
Compositor: Alberto De Matos (xuxu)

"Eu juntei cinco letrinhas
Sobre a mesma linha
Eu achei um abrigo
Com A,M,I,G,O, formei a palavra amigo
Então perguntei prá Jesus,
Que é o amigo maior
O que quer dizer esta palavra tão doce
Foi então que O ouvi responder

O amigo é aquele que está ao seu lado
Na hora da sua alegria
Falando palavras reais
Que quebram a fantasia
Estejas no meio do ouro
Ou sentado na lama e no pó
O amigo é contigo e jamais te deixa só
Equando no vale da sombra da morte
Tiveres de passar
Ainda que muitos te deixem
Ele não te deixará
Fará da tua tristeza
Um motivo prá se entristecer
E só terá alegria ao te ver
Triunfar e crescer
Pois contigo está.

Foi então que pedi prá Jesus
Oh! Me diga onde o posso encontrar
Não medirei a distância
Irei a qualquer lugar
Ele sorrindo me olhou e falou
Não é muito fácil de achar
Às vezes, é só num momento de dor
Que ele se revelará"

Quando eu tinha 7 anos de idade, eu ganhei o disco que tem esse trecho de música, ganhei do meu pai, eu adorava ouvir histórias na vitrola, eu tinha uma vitrola só pra mim, e várias historinhas, tinha alguns contos de fadas (três porquinhos, chapeuzinho vermelho...), e tinha os discos que meu pai comprava, de histórias blíblicas, ou de histórias com aplicações bíblicas que era o caso do Printy. Eu amava ouvir as músicas e aprendi todas, e ainda hoje, sou capaz de cantar todas de "cór e salteado", (e eu fiz 30 anos kk). Mas eu quero falar de amizade. Aos 7 anos, a palavra amizade, me cativou na letra dessa música, e guardei ela, ( a palavra e a música), dentro do mu coração, sabendo que quando eu tivesse um amigo, eu faria tudo aquilo por ele, e muito mais, tudo que eu pudesse aprender sobre amor e amizade. E assim, eu fui crescendo, e fiz amigos na escola, na igreja, fiz amigos entre meus familiares, quandoo me tornei adulta com 27 anos, eu descobri (os médicos descobriram), um cancêr em mim, passei meses de cama, fraca, debilitada, doente, quem me visitava eram as pessoas dentro da minha família, que eram mais chegados do que suas nomenclaturas socio famliares supunham, eram meus amigos. Os amigos que fiz na igreja, (não digo todos), me julgarm da pior maneira, "ela está em pecado", "Deus a está punindo",  eles diziam essas e outras coisas dolorosas do tipo, insunuando que havia algo de errado com a minha honestidade e idoneidade. Os amigos que conheci na vida, um a um se afastaram, eu conheci o que era ser "amiga das horas certas", eu soube que eu teria amigos, apenas no dia entre uma quimioterapia e outra, no qual eu não estivesse enjoada ou cansada e pudesse sair pra encontrar esses "amigos". Que desilusão eu sofri. Primeiro com amigos que eram da igreja, que eu achava que eram "irmãos", irmão coisa nenhuma, porque se eles não puderem te julgar, no teu momento mais difícil, eles te esquecem, te abandonam. E a segunda desilusão, com os amigos que conheci na vida, porque muitos deles liam meus textos, onde eu contava as minhas agruras, e tudo que eu queria era que uma mão segurasse a minha, sabe, de verdade, não apenas num comentário no facebook. Eu nunca tive medo de estar ao lado das pessoas que eu julgava minhas amigas, então acho que não foi o medo que os afastou, eles simplesmente foram viver suas vidas, que por si só já eram difíceis. Não os julgo. Encontrei quem no meio de tudo, me fizesse, (além de me deixar solitária), o mal, mas mesmo tendo me afastado, não retribuí com mal, me afastei dessas pessoas, mas antes me certifiquei que estava fazendo isso em paz. E sabe quais as pessoas que foram as minhas amigas? Aquelas que só chegaram na minha vida, na hora da dor, como diz a canção acima, "Às vezes, é só num momento de dor / Que ele se revelará". E assim aconteceu, conheci poucas pessoas nesse período, mas foram pessoas que fizeram o papel do amigo, que senta ao seu lado na lama e no pó. Meu marido foi uma dessas pessoas surpreendentes, até banho me deu, minha mãe, como eu conheci minha mãe nesses 3 anos, meu Deus, minha mãe é uma grande mulher, meu irmão me alimentou, segurou minha mão, deixou claro pra mim, que naquele momento, ele era tudo que eu precisava e iria fazer tudo por mim, meu pai me pegou pela mão, foi minhas pernas quando eu não pude andar, foi minha visão quando ela estava turva, minhas tias me sustentaram, onde meu dinheiro falhou, o delas me socorreu, onde a minha fé falhou a fé da minha avó me segurou forte e me disse: "Nega, tudo isso vai passar, eu rezo por você sempre, tudo vai virar lembrança, e no teu caminho junto com o teu amado, só vai ter flores". Impossível escrever isso sem chorar, como eu sou grata a Deus, a Jesus Cristo, que até aqui foram comigo, fazendo tantos milagres, ai meu Deus, obrigada. Obrigada a minha família, pelos amigos que não citei os nomes, mas que Deus sabe quem são aqueles que me sustentaram por que ele os enviou, obrigada pelo marido que o Senhor me deu, ele lindo de todas as formas que eu sonhei (e muito mais). E digo o de sempre pra quem quiser saber, Deus nesses 3 anos, me fez plena em toda a minha vida, afortunada, agraciada e abençoada, Ele nunca perdeu o controle. 


21 de março de 2017

Dicas de vestidos para madrinhas de casamento

Vamos falar sobre alguns modelos de vestidos específicos para madrinhas de casamento, e suas ocasiões, espero que amem o que vou escrever, que curtam, compartilhem e se inscrevam no blog! E me avisem se quiserem mais sobre noiva!!

1- Casamento de dia (de manhã até a tarde), cerimônia relizada na igreja ou no campo, seguido de almoço. 

O casamento de dia, (eu acho mega chic, contanto que nunca seja num sábado ou num domingo), é fruto de uma noiva (e noivo) sofisticados, e geralmente o tipo de recepção que acompanha esses casamentos, são recepções breves, somente para pessoas intimas do casal. Nesse caso a madrinha pode usar vestido curto? Não, a não ser que a noiva seja louca de permitir, no caso da noiva ser louca, recomendam- se vestidos curtos na altura dos joelhos ou na altura da canela, os famosos modelos "godê". A madrinha, nesse caso, deve usar tons pastéis, ou mesmo um tecido de motivos floridos, não chamativo, num vestido longo, fluido e não sensual, (por que não sensual? Porque é de muito mau tom chamar atenção ofuscando a noiva). Por ser uma cerimônia de dia, com recepção a tarde, recomendo, dependendo do ambinte onde o casamento for celebrado, o velho, não brega e muito famoso chapéu, ainda mais se o casamento ao invés de ser celebrado na igreja, for celebrado num lindo jardim ou num campo, um sítio, ou coisa parecida. Abaixo, seguem as fotos com as ideias propostas: 





2- Casamento de tarde até a noite, cerimônia na igreja seguido de jantar formal em salão ou casa de festas. 

Outra modalidade de casamento, geralmente provindo de noivos abastados, cujos detalhes saírão na Caras (rs). Esse tipo de casamento costuma incentivar grandes produções por parte da noiva (para ela mesma e para as madrinhas), que Deus sempre ilumine as noivas e não permita que elas limitem as suas 30 madrinhas na cor de vestido que ela (a noiva), disponibilizar. É de muito mal tom da noiva escolher as cores dos vestidos de suas madrinhas e convidadas e ainda fazê-las combinar as cores das gravatas dos seus parceiros com seus vestidos, a não ser que ela se disponha a pagar por cada modelo escolhido em certa cor, fora isso, madrinhas, coloquem juízo nas cabeças de suas protegidas noivas. Para um casamento midiático, eu recomento sempre o brilho, ainda que usado de maneira sóbria, o sóbrio é aquele bêbado que não dá pinta de bêbado, sabem, reconhecem? Quem nunca chegou em casa fingindo estar sóbrio? O sóbrio pode ser preto, que é clássico, elegante e atemporal, o sóbrio pode ser carmin, azul escuro, verde esmeralda e diversas outras cores sóbrias, brilhantes como a seda, ou como um vestido bordado de pedrarias,(mas tenham o bom senso de deixar a noiva ser o brilho principal, por favor), e não recomendo renda, em nenhuma hipótese, esse vestido deve sempre ser longo, por tratar-se de uma festa que atravessará a noite, e provavelmente, será uma noite de gala, nesta o casião, querida madrinha, deixe os vestisdos curtos (acima do joelho e/ ou acima das canela), para as demais convidadas, se for o caso. Vamos aos belíssimos exemplos: 





P.s.: Noivas, não fiquem neuróticas.

Para as noivas e madrinhas de Petrópolis, que querem algo original, não alugado, tenho uma dica de costureira e modelista.

Se interessar, entre em contato pelo blog, e eu forneço o contato da modelista.

20 de março de 2017

Julio Magalhães Serralheria

Uma Serralheria tradicional em Petrópolis, com mais de 20 anos no mercado, agradando clientes desde sempre! Especialista em: Portas, Portões, Portas Pantográficas, Basculantes, Vitrô, Escada Caracol, Porta Social, Estrutura Metálica, Portas de Aço, Fechamento de Áreas. 

Entre em contato pelos seguintes telefones: (24) 2249-2618 ou (24) 98829-0974







19 de março de 2017

Domingo é o dia da folga do blog

Sim, domingo é oficilmente o dia da folga, onde eu repito um texto antigo, ou coloco uma propaganda de algum dos nossos anunciantes, hoje porém, farei diferente, vou colocar fotos fofas pra todos relaxarem!!!


Bom Fds!! 

18 de março de 2017

Momentos: Quais são os verdadeiros momentos inesquecíveis em nossas vidas?





Momentos que "AO MEU VER", (isso quer dizer, que você pode e deve pensar diferente de mim e fazer sua própria lista de coisas inesquecíveis), devemos guardar e fazer inesquecíveis:


1- Nosso nascimento, devemos "guardar" o momento, ao menos, pela nossa mãe e por seu esforço, mesmo tendo sido cesária, mesmo a mãe tendo abandonado, mesmo a mãe tendo sido a pior do mundo. Se a mãe foi legal, e não fez nenhuma atrocidade, cabe guardar o momento com festa, lembre-se de parabenizar sua mãe, a dor do parto foi grande e te criar, também não foi fácil. (Falando nisso, Parabéns Mãe, eu sou linda!)


2- Pai é quem cria. Se foi o seu pai biológico que te criou, honre a criação que ele te deu, sendo honesto, sendo um filho que ouve seus conselhos, que bate um papo, assiste um futebol, leve eu pai a sério, como diz meu pai: "pai (não) é palha. Se o seu pai biológico não te criou, respeite- o mesmo assim, ele também é um ser humano. Se você tem um pai adotivo, ou seu tio te criou, seu avô, comemore isso com eles, dê presente no dia dos pais, ensine seus filhos a honrar eles, e se possível, diga: Eu te amo.


3- Guarde algum brinquedo seu de criança, por que quando você crescer, sentirá muita falta desses momentos, principalmente quando as contas chegarem. A realidade é dura, bebê.


4- Guarde as fotos suas de quando você foi criança, vai por mim, sua mãe pode perder e/ou, na pior das hipóteses, mostrar pro seu futuro conjugue. (fotos minhas varrendo a casa toda desgrenhada, mãe, joga isso fora!)


5- Guarde o momento em que que seu "crush", te beijou pela primeira vez, te levou uma caixa de Ferrero Rocher, te pediu em namoro, te pediu em noivado, e o dia em que vocês casarem. Guarde na memória, as sensações, pra quando vocês se lembrarem, tudo parecer lindo como na primeira vez e você dar aquele sorriso "derrete coração" pra ele/ela, não guarde somente as fotos, elas envelhecem e amarelam. (Com a revolução digital, se você guardar só a foto, vai dar um pau no computador e você vai perder tudo, vai por mim).


6- Guarde seus diplomas, e histórico escolar, hoje em dia pra pedir o seguro desemprego, a caixa econômica federal, não abre mão desse recurso. Mas guarde sobretudo a experiência e a sabedoria que te conferem esses diplomas, não adianta nada ter diploma na parede e cérebro vazio.


7- Guarde sua roupa favorita de quando você era adolescente, vai por mim, quando você fizer 30 anos, vai bater a nostalgia quando você olhar praquelas fotos que sua mãe não deveria mostrar pro seu conjugue, ou quando você quiser comparar o seu peso de 15 anos, com o peso que você tem aos 30. (olha, melhor, se você for muito "drama queen", não guarda nada não, guarda a coleção de caneta só)


8- Guarde o nascimento de um filho, pelos mesmo motivos que o seu filho guardará o próprio nascimento, por que é legal quando tem brigadeiro.


9- Se não teve filhos, guarde seu coração para os sobrinhos ou para as crianças que você pode adotar. Não guarde amargura.


10- Quando se casar (ou juntar co alguém), pegue uma caixa de sapato, enfeite de maneira unisex (que segundo o meu irmão, significa um sexo só), pegue um papel, e escreva todos os bons motivos pelos quais você se casou, e seu conjugue deve fazer o mesmo, (ou juntou com seu conjugue), na caixa enfeitada de maneira unisex, (que significa "compartilhado por ambos os sexos"), guarde as cartas, com uma garrafa de um bom vinho, (que não estrague ou vase, não pode ser vinho aberto), tudo guardado, guarde a caixa, num lugar onde você não esqueça. Assim mais tarde, quando e se vocês quiserem se separar, vocês poderão abrir a caixa, e enquanto bebem o vinho, poderão se lembrar das coisas boas que os uniu,e não se separarem. Se o motivo de abrir a caixa não for uma separação, a caixa poderá ser aberta, para uma renovação de votos, onde vocês irão se lembrar por que permaneceram juntos por tanto tempo.


Ao meu ver, é isso que se deve guardar, esses são os momentos que considero inesquecíveis e mensuráveis num blog público que todo mundo pode ler, porque existem coisas memoráveis que devemos guardar nas quatro paredes da nossa memória (muito embora algumas pessoas tirem fotos e gravem vídeos desses momentos kkk ,( eu nunca mandei nudes).


E VOCÊ, O QUE SÃO OS VERDADEIROS MOMENTOS INESQUECÍVEIS PRA VOCÊ?

faça sua lista, e se puder, compartilhe conosco!


17 de março de 2017

Sobre comida: O que comer pra ser feliz e o que comer pra se satisfazer?




"Quem se alimenta bem, é por que está feliz", reza a lenda.


Eu e meu marido, temos um ritual "pela manhã", que faz todo sentido pra nós dois, e conversávamos sobre isso outro dia. Eu não sou o tipo de pessoa que aprecia dividir a mesa (minha mesa e minha comida, minha casa, minha vida), com "personas non gratas". Pelo contrário, quando sento a mesa pra partilhar uma refeição, a minha felicidade não reside apenas na comida oferecida, mas no ato de compartilhar um momento com alguém a quem eu amo. Neste caso, a felicidade, não está na comida em si, neste caso há uma satisfação da fome, pela comida, e uma felicidade em estar com alguém. Existem momentos, no entanto, que mesmo com fome, o máximo que alcançamos em comer é essa satisfação de saciar a fome, é um ato, que não trás em si, felicidade. Agora, se me perguntam, o que comer filosoficamente, pra ser feliz? Eu diria: "coma livros, eles matam a fome do saber". Mas como estamos falando de comer literalmente comida, eu recomendo, comer o que faz bem, com uma pitadinha do que satisfaz, tipo: Arroz, feijão, beterraba, alface e bife com batata frita, tudo bem temperado, por favor. Mas quer ser feliz? Coma o mesmo cardápio com a mesa rodeada por pessoas com quem você sempre prazer em estar. Comer batata doce, faz alguém feliz? Comer jiló, faz alguém feliz? Não, não faz, mas satisfaz a necessidade do corpo pelos nutrientes que estão contidos nestes "legumes", o que faz feliz, repito, é sentar- se á mesa, com quem temos prazer em compartilhar o momento de uma refeição saudável. As pessoas, constatemente buscam a felicidade, em coisas, em momentos, mas eu contradigo tudo, dizendo que o que faz a alma feliz, o que satisfaz a alma, é buscar a felicidade primeiramente em Deus, depois em si, e finalmente nos outros. A felicidade, assim como o amor, precisa de um corpo físico pra se instalar e fazer morada, uma morada saudável, onde o corpo se beneficie da felicidade, a saúde do espírito, e tão importante quanto a física. A satisfação, depende de uma oportunidade e um momento pra ser saciada. Nenhuma satisfação dura para sempre, logo o homem conquista novas satisfações que substituem as antigas, isso é o que eu diria no caso de uma satisfação não literal. Pra uns, satisfação ao comer, trata- se apenas de matar a fome, não importando o cardápio, pra outros, o ápice da satisfação do paladar, está em saborear iguarias, e como eu já disse e novamente repito, a satisfação na hora da refeição, não se atrela á felicidade com o que se come e com quem se compartilha, a satisfação é um mero prazer, como uma coceira de mosquito, que coçamos, coçamos, coçamos, até ter uma espécie de orgasmo da coceira, então, a coceira passa. A Felicidade, a partir da sua escolha, pessoal e intranferível, permanecerá para sempre, ou sendo reproduzida com o prazer da partilha do que se come, ou com a lembrança do momento compartilhado.

16 de março de 2017

Uma reflexão rápida, sobre a alma.


 Li uma frase assim: 

Escolha quem te olha por dentro. O corpo tem prazo de validade, a alma não.



15 de março de 2017

Como decidir entre o certo e o que te faz bem?



"Não praticar o errado, não significa fazer o que é certo, assim como não fazer o mal, não significa fazer o bem. "

Começo mais este assunto com uma frase de dar nó nas entranhas mais profundas de um sábio! E talveez machucando quem ama a língua portuguesa

Nessas ocasiões, eu sigo um conselho do meu pai, que é bíblico, que mata a questão na hora, com uma paulada bem dada, no entanto, a "nível pessoas", se eu disser o conselho do meu pai, que é bíblico, eu corro o risco de deixar a questão sem uma resposta mais adequada, extensa. E não é isso que eu quero, e quero avisar antes, que eu não sou psicóloga, eu apenas escrevo baseada em coisas que eu vivi, que deram certo, oou não.

Na minha mente, "certo" e "bem", dançam a mesma música, sabe? Contudo, porém, entretanto, se eu colocar os dois na mesma balança, eles possuem valores e escalas muito diferentes, certo e bem não são iguais.

tenho que exemplificar, para clarificar a questão, e então, prosseguirmos, pelo ponto de vista proposto.

certo
adjetivo
  1. 1.
    em que não há erro; verdadeiro, correto.

    "resposta c."
  2. 2.
    que não é passível de dúvida; seguro.

    "é c. que o ônibus passará às 5h"




bem1
substantivo masculino
  1. 1.
    aquilo que enseja as condições ideais ao equilíbrio, à manutenção, ao aprimoramento e ao progresso de uma pessoa ou de uma coletividade ☞ inicial por vezes maiúsc.
  2. 2.
    ét conjunto de princípios fundamentais propícios ao desenvolvimento e ao aperfeiçoamento moral, quer dos indivíduos, quer da comunidade.


Com essas explicações, bem colocadas, vou transpôr para cá, os conselhos de meu pai, que são bíblicos, sobre o "bem", que permearam a minha educação, com muita felicidade. 


"Todas as coisas são lícitas, mas nem todas convêm; todas são lícitas, mas nem todas edificam. Ninguém busque o seu próprio interesse, e sim o de outrem." 1 Coríntios 10:23-24


Tendo esse conselho guardado e a situação correndo na minha frente, eu sempre me faço a simples pergunta: "O que me faz bem, é lícito e edificante?" É um embate bastante íntimo, que requer uma resposta muito pessoal do indivíduo que se propõe a refletir, sobre esta questão. Eu por ocasião, e experiência, vou responder por mim, as vezes eu opto por abraçar o que me faz bem, o que é lícito, claramente, porque eu não sou criminosa, nem sou dada a escorregar nas leis a mais simples que for, e sempre busco, pra mim o bem, que também estende o bem a todos que estão ao meu redor (se possível), quando não é possível, embora seja uma situação genuína de "bem", na qual alguém é contra, eu pessoalmente costumo fazer o bem (pra mim e pra outrem), mantendo a paz com quem discordade mim. Porém, as vezes a vida nos coloca, em situações, onde o "bem", é a satisfação momentânea do meu corpo, num momento isolado. São as coisas que são lícitas, provavelmente, não vão dar "cadeia", mas são aquelas coisas "boas" que experimentamos, que as vezes não nos convém, não nos vestem bem, é como uma roupa tamanho 36, num modelo, tamanho 40. É como um sapato tamanho 43, num pé 34. Não é extamente um exemplo de situação confortável que combine, talvez, com nossa criação, nossos valores, nossos costumes ou nossa cultura. A bíblia fala lindamente, neste conselho, para que ao escolher entre as situações, eu olhe o "outrem", eu olhe a quem eu magoarei com a minha escolha sobre algo que me faz bem. Vou deixar esta reflexão, que é uma reflexão de amor próprio, auto estima e amor ao próximo.  

Meu pai, também tem um maravilhoso conselho,  bíblico, sobre o que é certo. 

“Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar…” (I Samuel 15:22)

Já vi meu pai usar essa expressão, milhares de vezes, em momentos em que eu e meu irmão, gostaríamos de desobedecer, ou em momentos, onde desobedecíamos de fato. Como fazem bem á vida, os conselhos paternos, principalmente em momentos onde eu tive que fazer escolhas tão difíceis, pra me manter viva. Fazer o certo, o que não é posto em dúvida, o seguro, as vezes, não agrega o bem a todos. E eis aí o grande abismo entre o "certo", e o "bem". Fazer o certo, constantemente, está atrelado ao fazer o que não temos dúvidas, mas sim, certezas. No entanto, não me permito generalizar, por que como eu disse acima, o certo também advém de uma reflexão, amor próprio, auto estima e amor ao próximo. E fazer o certo quando existe por exemplo, um combinado de leis, regendo o que é certo, é fazer um bem, a si mesmo, se precavendo, para que não sejam necessários certos rigores (da lei) ou uma demanda de sacrifícios até então desnecessários. O certo contudo, exige de quem reflete sobre o assunto, uma sobriedade muito madura, pra entender, que na vida, alguns "certos", quando feitos, fazem mal, e alguns "mals", quando executados, causam o efeito certo. No exemplo (muito bem dado pelo meu marido), existe o pai que tem tudo, e pensa ser certo dar tudo ao filho, lhe causando mal. Ao invés de lhe passar valores incomensuráveis, lhe dá valores facilmente compráveis. E também o outro extremo da criança levada, que por alguma "arte", levou de seu pai uma palmada corretiva (não surra, não matar, não traumatizar, não agredir machucando, mas uma palmada corretiva, que mais assusta, pela surpresa, do que pela força), ao olhos dessa criança, levar uma palmada é ruim, é "mal", porém, crescrendo a criança, ela saberá separar, o certo, do errado. 

Deixo vocês com esta belíssima reflexão, onde também repousarei meu coração está noite. 


14 de março de 2017

Eu conheci o David Bowie na Moda



"Fora dos palcos sou um robô. No palco eu adquiro emoção. Provavelmente por isso que prefiro vestir-me como Ziggy do que como David." 

Sim, sim e sim. E achei a morte dele, ultrajante. achei sim, "volta David, droga". 

Eu sempre admirei as grandes grifes internacionais e consumidora de Vogue e Elle que sou, dei de cara com David, numa dessas revistas de moda (que eu tenho aqui em casa), tão icônico, tão originalmente louco de pedra. Descobri, na época que ele era referência pra tantas grifes que é impossível denominar todas neste humilde texto, no entanto, quem conhece o estilo de Bowie, é capaz de reconhecer qualquer ínfima particula de referência, em qualquer lugar. Ele passeou do Rock glamour de Ziggy Stardust, à influência no estilo Novo Romântico da década de 1980s. Um homem excêntrico e genial, de olhos bicolores. Ele também passou por uma fase de estilo cheia de neutralidade, minimalismo, o que é o que é chamado hoje, de genderless, que é a descaracterização, (ao meu ver), do gênero de certa roupa, que é uma filosofia que eu pessoalmente não abraço muito, porém confesso, já ter usado o estilo boyfriend, que foi uma coisa, que evoluiu até chegar no genderless, o estilo veio evoluindo através dos anos, mas não em conjunto com a mentalidade humana. Hoje, por exemplo, eu posso usar o mesmo corte de terno masculino (se for Europeu), e ainda assim me sentir muito feminina, e vice - versa. E o Bowie, trouxe isso com uma naturalidade, no minimalista, através de seus alter egos, o que não foi agressivo pra ninguém, pelo contrário, Ziggy Stardust, é a coisa mais genial que ele criou, junto com as outras "personas". Não se enganem, o listrado psicodélico, veio de Bowie (rs), junto com aquele famoso raio pintado em seu rosto. Quando eu dei de cara com o Bowie na revista, eu achei ele chocante, esfusiante e ultra moderno. Eu lamentei intimamente a morte dele, pelo fato de também estar lutando contra o câncer. O mundo perdeu uma mente louca e brilhante. Mas que teve a oportunidade de deixar um legado cheio de coisas lindas. Fica aqui o meu respeito, a essa grande inspiração que foi o Bowie. 

P.s.: Aguardem mais de Bowie. Aqui no Blog.